domingo, 21 de dezembro de 2014

TURISTA QUE NÃO CONSOME EM QUIOSQUES NÃO É DURISTA, É INTELIGENTE!

TURISTA QUE NÃO CONSOME EM QUIOSQUES NÃO É DURISTA, MAS SIM UM TURISTA INTELIGENTE!
ALEM DAS PRECÁRIAS CONDIÇÕES DE HIGIENE E FALTA DE BANHEIROS, NOSSOS RESTAURANTES INTERNACIONAIS LEGALIZADOS NA ORLA DA PRAIA, PAGADORES DE IMPOSTOS, GERADORES DE EMPREGOS E RIQUEZA, ESTÃO COBRANDO AS PORÇÕES MAIS BARATO QUE MUITOS QUIOSQUES. CONFIRAM OS CARDÁPIOS....


FICA A PERGUNTA: DESDE QUANDO OS QUIOSQUES, PRÓPRIOS PÚBLICOS CONSTRUÍDOS NOS ANOS 90 COM O DINHEIRO PÚBLICO, TEM PROPRIETÁRIOS?

PREFEITURA DE GUARUJÁ COMPRA R$ 6.990,00 DE PEN DRIVES SEM LICITAÇÃO.

"GUARUJÁ SEM MISÉRIA: PREFEITURA DE GUARUJÁ COMPRA R$ 6.990,00 DE PEN DRIVES SEM LICITAÇÃO PÚBLICA!"
APLICANDO A FAMOSA "DISPENSA DE LICITAÇÃO", PREFEITURA DE GUARUJÁ COMPRA PEN DRIVE SEM LICITAÇÃO. QUAL A QUANTIDADE COMPRADA PELO IMENSO VALOR? QUEM UTILIZOU? POR QUE NÃO FOI COMPRADO DE UM FORNECEDOR REGULAR DE INFORMÁTICA DA PREFEITURA?


COMO UMA EMPRESA QUE NO OBJETO SOCIAL NÃO COMERCIALIZA MATERIAL DE  INFORMATICA FORNECE PARA A PREFEITURA MINISTÉRIO PÚBLICO?


A FARRA CONTINUA, AFINAL O GOVERNO MARIA DE BRITO DO PMDB: "QUEM CONHECE, NÃO CONFIA!"


O GOVERNO ABAIXO DO NÍVEL DO PMDB EM GUARUJÁ!

NO GOVERNO DAS PROFESSORAS, GUARUJÁ TEM MAIS UM ÍNDICE AFRICANO!
ABAIXO DO NÍVEL É O GOVERNO DO PMDB EM GUARUJÁ, ONDE A PROPAGANDA ENGANOSA NA TELEVISÃO ENGANA A POPULAÇÃO E OS CONTRATOS SUPERFATURADOS, INCOMPETÊNCIA E A IMORALIDADE NA DISTRIBUIÇÃO DE CARGOS AOS APANIGUADOS, ESTA QUEBRANDO A ILHA DE SANTO AMARO, OUTRORA, PÉROLA DO ATLÂNTICO.


GOVERNO MARIA DE BRITO: "QUEM CONHECE, NÃO CONFIA!"

sábado, 20 de dezembro de 2014

LICITAÇÕES SUSPEITAS: A IMPRENSA E O PAÍS ESTÃO DE OLHO!

LICITAÇÕES SUSPEITAS: O PAÍS ESTÁ DE OLHO, MINISTÉRIO PÚBLICO E CÂMARA MUNICIPAL DE GUARUJÁ.
APESAR DA INÉRCIA DOS VEREADORES QUE NADA FISCALIZAM E A INDIFERENÇA DO MINISTÉRIO PÚBLICO AS DENUNCIAS CONSTANTES, A IMPRENSA ESTÁ MUITO ATENTA E VEM POR AI DENUNCIAS NACIONAIS SOBRE AS COMPRAS SUPERFATURADAS E A CORRUPÇÃO NA BAIXADA SANTISTA E NO GUARUJÁ.


GOVERNO MARIA DE BRITO DO PMDB: "QUEM CONHECE, NÃO CONFIA!"

LUZ NO FIM DO TÚNEL, O PENTE CAIU!

CAIU OU PEDIU PARA SAIR???
COMEÇAMOS A VER BEM LONGE UMA LUZ NO FIM DO TÚNEL, BEM LONGE, AFINAL O "PENTE" SAIU.....


GOVERNO MARIA DE BRITO: "QUEM CONHECE, NÃO CONFIA!"

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

AS CAÇAMBASSAUROS NO GUARUJÁ!!!

"NO GUARUJÁ, A TERRA $EM LEI, QUEM PODE MAIS CHORA MENOS.."
ENQUANTO COMERCIANTES SÃO FISCALIZADOS, PRESSIONADOS E QUEM SABE "ACHARCADOS", QUIOSQUES GIGANTESCOS FORAM EDIFICADOS NO FINAL DA ENSEADA E CAÇAMBAS SUCATEADAS SÃO COLOCADAS EM VIAS PÚBLICAS E NA ORLA DA PRAIA SEM SINALIZAÇÃO LUMINESCENTE AGUARDANDO SEREM AS PROTAGONISTAS DE ALGUM ACIDENTE. 


GOVERNO MARIA DE BRITO: "QUEM CONHECE NÃO CONFIA!"

ADMINISTRAÇÃO DO GUARUJÁ HUMILHA PROJETO DE VIDEOMONITORAMENTO DA BAIXADA SANTISTA!

POBRE POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO, HUMILHADA PELO GOVERNO DA PREFEITA MARIA DE BRITO (PMDB)!
PLANO DE VIDEOMONITORAMENTO DA POLÍCIA MILITAR É RIDÍCULO, PERTO DAS MAIS DE 2.000 CÂMERAS DE VÍDEO DO GUARUJÁ, CONFORME PROGRAMA DE GOVERNO IMPRESSO HÁ MAIS DE DOIS ANOS PELA PREFEITA DE GUARUJÁ MARIA DE BRITO DO PMDB....


....PASSADOS DOIS ANOS, NINGUÉM CONSEGUIU RECUPERAR NENHUMA IMAGEM DE VÍDEO DA FUGA DOS ASSASSINOS DO EX-SECRETÁRIO DE GOVERNO RICARDO JOAQUIM (PPL) NO GUARUJÁ...


GOVERNO MARIA DE BRITO: "QUEM CONHECE NÃO CONFIA E NÃO ACREDITA!"

domingo, 14 de dezembro de 2014

FELIZ NATAL, ELEITOTÁRIOS DE GUARUJÁ!!!!


PREFEITA: NÃO SE PODE ENGANAR A TODOS TODO O TEMPO.

"PODE-SE ENGANAR ALGUNS POR TODO O TEMPO; MAS NÃO SE PODE ENGANAR A TODOS TODO O TEMPO."
MESMO COM TODA IMPRENSA AMORDAÇADA, A BASE DE MILIONÁRIAS VERBAS DE PUBLICIDADE, A POPULAÇÃO ENXERGA O MENTIROSO, CORRUPTO E IMORAL GOVERNO DO PMDB EM GUARUJÁ, COMANDADO PELA PREFEITA DA "TARIFA JUSTA", MARIA DE BRITO!


GOVERNO MARIA DE BRITO: "QUEM CONHECE, NÃO CONFIA!"

NOVOS RELÓGIOS DE PONTOS BIOMÉTRICOS DA SAÚDE DEVEM SER FABRICADOS EM LONDRES!!!!!

RELÓGIOS DE PONTO BIOMÉTRICOS COMPRADOS PELA PREFEITURA DE GUARUJÁ DEVEM SER FABRICADOS PELA ROLLS ROYCE NA INGLATERRA!
FIZEMOS UMA RÁPIDA PESQUISA DE PREÇOS NO GOOGLE E PELOS PREÇOS QUE A PREFEITURA COMPRARÁ OS NOVOS "PEGA MÉDICO GAZETEIRO", OS EQUIPAMENTOS DEVEM REALIZAR EXAMES DE SANGUE, FEZES, BAFÔMETRO, GPS DE RASTREAMENTO E SERVIR CAFÉZINHO NAS UNIDADES DE SAÚDE DO GUARUJÁ, AS QUE ESTIVEREM ABERTAS NOS FINAIS DE SEMANA PELO MENOS! QUANTO SERÁ QUE VAI CUSTAR O SOFTWARE PARA OS EQUIPAMENTOS?


NÃO CONSEGUIMOS CHEGAR NOS 13 MIL REAIS DOS EQUIPAMENTOS COMPRADOS...


SOCORRO PÚLICIA, SOCORRO!!!!!


GUARUJÁ ARRECADA MAIS DO QUE RECEBE DO ESTADO E DA UNIÃO!

GUARUJÁ É UM DOS "ÚNICOS" 19 MUNICÍPIOS DO PAÍS QUE ARRECADAM MAIS DO RECEBEM DE ‘AJUDA’ DA UNIÃO E DO ESTADO.
QUASE TODAS AS CIDADES BRASILEIRAS SOBREVIVEM GRAÇAS AOS RECURSOS FEDERAIS E ESTADUAIS; PARA ESPECIALISTA, A ESTRUTURA DE GOVERNO DO PAÍS E A FALTA DE EFICIÊNCIA DOS MUNICÍPIOS EXPLICAM OS NÚMEROS.


Os municípios brasileiros ainda têm um alto grau de dependência financeira dos Estados e da União, aponta levantamento do portal www.meumunicipio.org.br. Meu Município, um projeto sobre finanças públicas desenvolvido pela Fundação Brava e pelo Insper. Dos 5.067 municípios pesquisados, apenas 19 (0,4%) arrecadaram mais do que receberam em transferências de recursos da União e dos Estados no ano de 2013.

Esse porcentual ínfimo deve-se a dois  motivos principais, explica a ex-secretária municipal da Fazenda do Rio de Janeiro e colaboradora do portal Sol Garson . O primeiro tem relação com a estrutura de governo, que concentra a arrecadação na União, mas divide os gastos entre os entes federativos. Já o segundo está ligado à ineficiência da arrecadação municipal, sobretudo do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU).

“Os municípios muitas vezes não exploram bem a sua base tributária. O cadastro dos imóveis geralmente está desatualizado e muito abaixo do valor de mercado”, destaca Sol. Segundo ela, não é raro as cidades menores arrecadarem mais com o Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), que tem alíquotas mais baixas, do que com o IPTU.  Isso mostra como o IPTU é pouco explorado, diz. Arrecadar mais do que o valor das transferências, no entanto, nem sempre é sinônimo de eficiência.

Em primeiro lugar da lista está Vitória do Xingu, um dos municípios paraenses que abrigarão a hidrelétrica de Belo Monte, ainda em fase de construção.  Para cada um real de transferência, a prefeitura arrecadou R$ 4,49 em 2013. Mas trata-se de recursos extraordinários, que não irão se perpetuar.  Não à toa, o principal tributo responsável por esse desempenho é o Imposto sobre Serviços (ISS), que é pago, entre outros setores, pela construção civil. Segundo Sol, esse é um exemplo de município que dorme pobre e acorda rico.

Nesse caso, como as receitas são temporárias, a administração não pode assumir compromissos permanentes – o que nem sempre acontece. Quando a receita falta, a situação é dramática, alerta ela. Em segundo lugar aparece o município de Alvorada de Minas (MG), com R$ 2,56 arrecadados para cara real transferido. Na sequência, estão o gaúcho Xangri-Lá (R$ 1,65) e as capitais São Paulo (R$ 1,59) e Rio de Janeiro (R$ 1,50). Ambas também têm o ISS como principal fonte de arrecadação.

Na lista de 19 municípios ainda estão: Santos, Guarujá, Balneário Camboriú, Florianópolis, Itaboraí, Bombinhas, Pontal do Paraná, Praia Grande, Matinhos, Gramado, Bertioga, Paranaíta, Itapema e Niterói.

Dificuldades. Por outro lado,  a estrutura brasileira de receitas e despesas impõe desafios aos municípios. Como toda federação, o governo federal é o que mais arrecada no País. Dois terços são arrecadados pela União (67%); outros 26% pelos Estados e apenas 7% pelos municípios. A responsabilidade do gasto, no entanto, tem uma divisão bem diferente. Tem muitas atribuições que são municipais e, para suprir esse desequilíbrio, existe o sistema de transferência entre governos, explica Sol.

A União transfere praticamente metade do que arrecada com Imposto de Renda e Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para os Estados e municípios. Já os governos estaduais são obrigados a ceder aos municípios um quarto do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e metade do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).

Segundo a ex-secretária municipal da Fazenda, o Brasil é um dos únicos países do mundo onde os municípios têm grande autonomia de gestão. Mas, para ela, isso não basta: “Dizer que tem autonomia na Constituição é muito bonito. Mas a autonomia não pode ser só política, precisa ser também financeira. E quanto mais, melhor”. O caminho possível, segundo ela, é a melhor exploração dos impostos municipais, sobretudo do IPTU.

Fonte: O Estado de São Paulo

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

APÓS O FLAGRANTE EM SANTOS, LEMBRARAM DO PROBLEMA EM GUARUJÁ?


O ESCÂNDALO DO FEIJÃO EM GUARUJÁ CONTINUA!

ESQUEÇAM O ESCÂNDALO DO PETROLÃO, OLHEM O PREÇO DO FEIJÃO DO PMDB EM GUARUJÁ. POLÍCIA FEDERAL SOCORRO!
MELANCIAS R$ 30,00, CARNE SUPERFATURADA, HORTIFRUTIGRANJEIROS MILIONÁRIOS, ÁLCOOL GEL COM PREÇOS DA NASA, QUEM ACABARÁ COM ESSA IMORALIDADE E CORRUPÇÃO NO GOVERNO MARIA DE BRITO EM GUARUJÁ?


EM 2014 DURANTES AS ELEIÇÕES, MAIS UM ESCÂNDALO DO PETROFEIJÃO DO PMDB EM GUARUJÁ...


GUARUJÁ, ONDE AS COMPRAS DA PREFEITURA SOFREM DEFLAÇÃO E NÃO INFLAÇÃO, NÃO É MESMO PREFEITA?

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

MARCELO SQUASSONI DEFENDE SUBSÍDIO NA TARIFA DE TRANSPORTE PÚBLICO, MAS NÃO CONHECE A LEI.

SUBSIDIAR ESSES ABUSOS COM DINHEIRO PÚBLICO, VEREADORES??
VEREADOR MARCELO SQUASSONI (PRB) DEFENDE SUBSÍDIO NA TARIFA DE TRANSPORTE PÚBLICO, MAS NÃO CONHECE A LEI, O CONTRATO DO PERMISSIONÁRIO E A IDADE DOS ÔNIBUS!


Em vez de aumentar a tarifa, por que não subsidiá-la com recursos da própria Prefeitura? Essa é a questão que o vereador e presidente da Câmara, Marcelo Squassoni (PRB), trouxe à tribuna da Casa, na sessão ordinária do último dia 9, quando apresentou indicação ao Executivo Municipal, justamente propondo a eventual redução da tarifa do transporte público, a partir da absorção de parte dos custos do serviço pela Administração. 

Na ocasião, Squassoni apresentou um levantamento apontando que se a Prefeitura aplicasse R$ 31,2 milhões/ano (o que representa 2,38% do orçamento municipal previsto para 2015) em subsídios tarifários, usuários poderiam pagar apenas R$ 1,90 pela passagem - ou seja, 41% a menos do que o atual valor, de R$ 3,20, reajustado recentemente.

"Entendo que vale a pena a Prefeitura estudar essa possibilidade, visto que o transporte público é utilizado por milhares de trabalhadores, que têm direcionado cada vez mais o seu orçamento para pagar o ônibus. Portanto, nada mais justo do que o Poder Público dividir esse custo com os usuários nesse momento de elevação de tarifas e de impostos. Até porque são eles que garantem a arrecadação do Município", argumentou o vereador.

A indicação, juntamente com o estudo apresentado por Squassoni, já foram encaminhados ao Executivo Municipal, a quem cabe avaliar o tema.

ÔNIBUS NA FOTO DO PROJETO DO VEREADOR MARCELO SQUASSONI, TEM MAIS DE 12 ANOS NA FROTA, UMA TREMENDA ILEGALIDADE QUE NINGUÉM FAZ NADA!


Subsidiar esses abusos?? Esse ônibus da imagem não poderia mais estar efetuando transporte coletivo em Guarujá por contar com BEM MAIS de 7 anos de fabricação. 

QUAL providência será adotada pela Câmara?

Facebook: Paulo César Clemente


terça-feira, 9 de dezembro de 2014

LEI DO FECHAMENTO DE RUAS SEGUIU PARA PREFEITURA!

PREFEITURA DE GUARUJÁ TERÁ DE MANIFESTAR-SE SOBRE LEI ATÉ DIA 23

APROVADO POR 14 VEREADORES, PROJETO SEGUE PARA ANÁLISE DA PREFEITA ANTONIETA, QUE TEM 15 DIAS PARA RESPONDER.


A prefeita de Guarujá, Maria Antonieta de Brito, tem até o dia 23 deste mês para se manifestar sobre a sanção ou o veto da lei municipal 061/14, que autoriza o fechamento das vilas, ruas sem saída residenciais e outras com características de sem saída ao tráfego de veículos estranhos aos seus moradores, com uso de portão, cancela ou correntes.

O projeto, de autoria do vereador Ronald Luiz Nicolaci Fincatti (Pros), foi aprovado por por 14 dos 17 vereadores da Câmara Municipal.

Em nota, a Prefeitura de Guarujá informou que a Secretaria de Relações Institucionais recebeu o autógrafo de lei na última quarta-feira, dia 3, e encaminhou os autos para os órgãos técnicos do Poder Público municipal, os quais formularão o parecer cabível.

A lei contraria o artigo 5 da Constituição Nacional que defende que todos são iguais perante a lei e é livre a locomoção no território nacional.

Vereador defende lei

Autor do projeto, o vereador Ronald Luiz Nicolaci defendeu a lei. Ele disse que ela “foi apresentada a pedido de moradores em função da falta de segurança. As pessoas que moram em ruas sem saída estão sendo roubadas. Os bandidos entram para cometer o crime e sair”.

Ainda segundo o vereador, a lei “passou na Comissão de Justiça e Redação da Casa, mas ainda não foi promulgada. Se o corpo jurídico do Executivo vetá-la, vamos respeitar o veto”.

Histórico

Alguns locais em Guarujá possuem um histórico de bloqueios que violam os direitos à acessibilidade e foram alvos de denúncia em reportagens do Diário do Litoral. São os casos do Guaiúba e Pernambuco.

Assim como também há os casos de restrição às praias cercadas por loteamentos de luxo como Iporanga, São Pedro, Tijucopava e Itaguaíba.

Em São Pedro existe ainda a criação de um clube vip pé na areia, com direito a refeições e vista panorâmica para o mar, sem o incômodo de veranistas.

Fonte: Jornal Diário do Litoral

CÂMERAS GRAVAM VEÍCULO DE SANTO ANDRÉ ABANDONANDO MORADORES DE RUA EM SANTOS.

VAMOS PERMITIR ATÉ QUANDO ESSE CRIME NO LITORAL PAULISTA?
CÂMERAS GRAVAM VEÍCULO DE SANTO ANDRÉ ABANDONANDO MORADORES DE RUA EM SANTOS.


Moradores flagraram uma Kombi, com placas de Santo André, deixando oito moradores em situação de rua, no início da tarde desta terça-feira (9), em frente a um imóvel na Rua Rio Grande do Norte, no bairro Pompeia, em Santos.

A ação ocorreu por volta das 13h30. Um morador, que pediu para não ter sua identidade divulgada, conversou com a Reportagem. Ele informou que a câmera de monitoramento de sua residência flagrou o abandono dos ocupantes do veículo no bairro. Na sequência, o morador abordou a Kombi, a fim de identificar as pessoas. Foi quando soube que o grupo era de Suzano.

Após deixar os moradores no local, o veículo, que não estava adesivado, deixou o bairro. A Reportagem conversou com um funcionário que participava da operação. Ele informou que o transporte foi realizado após estas pessoas informarem que eram de São Vicente. A ordem para trazê-los para a Cidade teria partido do Centro de Referência de Assistência Social (Creas) de Suzano.

A Secretaria de Assistência Social da Prefeitura de Santos esteve no local após a denúncia. Porém, nenhum dos moradores foi localizado. Segundo a secretária municipal Rosana Maria Russo André Leite Soares, que esteve na Rua Rio Grande do Norte, a pasta prestará atendimento a essas pessoas, assim como já ocorre com os quase 800 moradores em situação de rua no Município.

Conforme dados do último censo, realizado em outubro do ano passado, há 791 moradores em situação de rua, em Santos. Destes, 73% são oriundos de outras cidades.

Fonte: A Tribuna On-line

O GRAND CIRCO MUNICIPAL INFORMA QUE O ESPETÁCULO DA ELEIÇÃO FOI CANCELADO!

RESPEITÁVEL PÚBLICO: O GRAND CIRCO MUNICIPAL INFORMA QUE O ESPETÁCULO DA ELEIÇÃO ILEGAL FOI CANCELADO!
PROMETEMOS NO PRÓXIMO ESPETÁCULO EMOÇÕES FORTES, ONDE A REPUBLICA DOS CAMINHONEIROS, COMANDADA PELO DIRETOR DA PREFEITURA, GRANDE SANFONEIRO, EXPLODIRÁ "O GRUPO", E TEREMOS O TESOUREIRO DO SINDICATO ELEITO PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE GUARUJÁ...AGUARDEM!!!


....E O TITULO DE PRESIDENTE ROQUE SANTEIRO DA CÂMARA FICARÁ: "O QUE FOI, SEM NUNCA TER SIDO!"

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

LEI QUER IMPEDIR DIREITO DE IR E VIR EM GUARUJÁ.

LEI QUER IMPEDIR DIREITO DE IR E VIR EM GUARUJÁ
DE AUTORIA DO VEREADOR RONALD NICOLACI, LEGISLAÇÃO APROVADA PERMITE FECHAMENTO DE RUAS.


A Constituição Brasileira é clara: todos são iguais perante a lei e é livre a locomoção no território nacional. No entanto, em Guarujá, a lei 061/2014, de autoria do vereador Ronald Luiz Nicolaci Fincatti (Pros), aprovada por 14 dos 17 vereadores da Câmara, contraria a lei máxima do País: autoriza o fechamento das vilas, ruas sem saída residenciais e outras com características de sem saída ao tráfego de veículos estranhos aos seus moradores, com uso de portão, cancela ou correntes.

Mais polêmica do que a lei, que tramitou durante meses no Legislativo, mas só agora foi aprovada, é a declaração do nobre vereador na última sexta-feira: “foi apresentada a pedido de moradores em função da falta de segurança. As pessoas que moram em ruas sem saída estão sendo roubadas. Os bandidos entram para cometer o crime e sair”, afirma Nicolaci, que é tenente reformado da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

Questionado sobre a inconstitucionalidade da lei, conforme levantado pela Reportagem, o parlamentar disparou: “ela passou na Comissão de Justiça e Redação da Casa, mas ainda não foi promulgada. Se o corpo jurídico do Executivo vetá-la, vamos respeitar o veto”.

Nicolaci reside no bairro do Guaiúba, cuja associação de moradores local já é conhecida por tomar medidas que inibem o acesso à praia com mesmo nome.

Guaiúba tem histórico de bloqueios: DL denunciou situação ano passado

Vale lembrar que Guarujá já possui um histórico complicado de suposta violação de direitos à acessibilidade. Em março do ano passado, após denúncia do Diário do Litoral, o promotor de Defesa dos Direitos Humanos de Guarujá, Eloy Ojea Gomes, instaurou inquérito civil para apurar a situação vivida pela cadeirante Ethel Nascimento Oliveira. Ela não conseguia chegar à praia porque a Associação dos Moradores do Guaiúba mantinha barreiras em ruas do bairro. A entidade instalou vasos bloqueando calçadas e impunha limite de tempo para embarque e desembarque de deficientes na praia.

Na última sexta-feira, a Reportagem constatou que as barreiras continuam. Isso porque, segundo apurado, a iniciativa ainda é baseada na já extinta lei municipal de 1997, intitulada Microrregião Urbana, criada pelo falecido prefeito Maurici Mariano, que sequer foi discutida com a população da Cidade. Ano passado, a Prefeitura chegou a notificar a Associação e teve que promover várias ações para desobstruir as vias de pedestres. Porém, ainda hoje, moradores mantem muros no bairro, dificultando a passagem de cadeirantes e também de ambulantes.

É como se a praia fosse exclusivamente de quem mora no bairro. Até a Polícia Ambiental – que tem sede a 300 metros do local – tem dificuldades de mobilização. As viaturas, por exemplo, têm que trafegar pelo calçadão da praia, pondo em risco a vida das pessoas e burlando as leis de trânsito.

O mesmo ocorre com as viaturas da Polícia Militar, da Guarda Municipal, ambulâncias e carros de bombeiros que, com as barreiras, têm que dar uma grande volta, usando o calçadão como malha viária.

Pernambuco tem acessos estreitados

O exemplo do Guaiúba dá indícios que pode ser copiado por toda a Cidade. Um dos bairros que logo pode ser alvo de barreiras é o Pernambuco, cujos acessos vêm sendo deliberadamente sendo estreitados, impossibilitando a passagem de dois carros ao mesmo tempo.

Na Orla, outro abuso já é realidade há anos. Muralhas construídas por dezenas de proprietários de mansões ocupam irregularmente a areia (terreno da União). Elas estão em um local que, na Prefeitura, está registrado como áreas verdes e de domínio público. Os ocupantes teriam que recuar 25 metros seus imóveis frente ao mar e devolver o espaço à municipalidade, mas o abuso permanece. 

A Administração tem planos de retomar e dar um tratamento paisagístico, para que a área seja ocupada pela população que frequenta aquela praia. Porém, hoje, o cidadão comum tem que ser parente ou amigo dos proprietários para pisar na areia. Caso não goze desse privilégio, tem que optar pelos poucos acessos existentes ao longo da Avenida Marjory da Silva Prado, paralela à praia, que tem 1.800 metros de extensão.

Conforme já denunciado pelo DL, os proprietários – em geral políticos e pessoas influentes - valendo-se de anos de omissão por parte da Prefeitura, têm uma visão privilegiada de uma das praias mais concorridas da Cidade. No espaço público que foi incorporado aos seus imóveis construíram piscinas, quiosques, varandas gourmets, jardins de inverno e outras estruturas de lazer.

Condomínios são os campeões dos abusos

É importante lembrar que Guarujá também permite restrição às praias cercadas pelos loteamentos de luxo de Guarujá – Iporanga, São Pedro, Tijucopava e Itaguaíba. Essa situação foi denunciada em uma série de reportagens do DL intitulada “Endinheirados” – finalista do Prêmio Esso de Jornalismo 2012. As publicações mostraram inúmeras medidas que visavam impedir a circulação de pessoas e expulsar caiçaras vizinhos aos loteamentos. A reportagem chegou a ser perseguida por seguranças dos loteamentos, chamados de milicianos pelos caiçaras.

‘Clube Vip’

Meses depois, foi descoberto ainda que sem fiscalização municipal, estadual e federal, o São Pedro construiu um clube vip pé na areia, com direito a refeições e vista panorâmica para o mar, sem o incômodo de veranistas. A Reportagem constatou verdadeiros absurdos no meio da reserva ambiental da Serra do Guararu, uma imensa área de Mata Atlântica, tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat).

Conforme apurado, o clube é mantido pela Sociedade Amigos do Sítio São Pedro (Sampedro), formada por moradores de residências de alto padrão dentro do loteamento. Não é permitida a entrada de frequentadores da praia, nem mesmo crianças, que sequer podem comprar um sorvete, pois no clube não é aceito dinheiro - os valores são depositados pelos associados em uma conta mantida pela administração do lugar.

Fonte: Diário do Litoral - Carlos Ratton

MODERNOS ÔNIBUS DA TRANSLIXORAL AGORA TEM WI-FI E BURACOS NO ASSOALHO!

PREFEITA PERMITE AUMENTO DE R$ 0,40 NA TARIFA DE ÔNIBUS, CÂMARA MUNICIPAL FICA CALADINHA. MAS AGORA OS MODERNOS ÔNIBUS TEM WI-FI....
A POPULAÇÃO NÃO VIAJA NA INTERNET, VIAJAM NAS CARROCERIAS OU CARROÇAS DA LINHA 77 (PEREQUÊ), COM O PISO CEDENDO, ESBURACADO, CAUSANDO RISCO AOS PASSAGEIROS E AOS FUNCIONÁRIOS DA TRANSLIXORAL! ONDE ANDA O SINDICATO PARA DEFENDER OS MOTORISTAS DOS RISCOS?



GOVERNO MARIA DE BRITO: "QUEM CONHECE, VAI DE TAXI!"

domingo, 7 de dezembro de 2014

NO IMORAL GOVERNO DA PREFEITA ANTONIETA, VEJAM A FARRA DOS COMISSIONADOS!

NO IMORAL E CORRUPTO GOVERNO DA PREFEITA MARIA DE BRITO DO PMDB EM GUARUJÁ, VEJAM A FARRA DOS CARGOS EM COMISSÃO...
SÃO 101 COMISSIONADOS APENAS NA SECRETARIA DE COORDENAÇÃO GOVERNAMENTAL, MUITOS GAFANHOTOS QUE MORAM EM SANTOS. ADIVINHEM QUEM PAGA O SALÁRIO DESSA TURMA, SEUS ELEITOTÁRIOS.


GOVERNO MARIA DE BRITO: "QUEM CONHECE, NÃO CONFIA!"

PF PODE TER CHEGADO A SAIPEM NA INVESTIGAÇÃO DO PETROLÃO!

POLICIA FEDERAL PODE TER CHEGADO A SAIPEM NA INVESTIGAÇÃO DO PETROLÃO!
É APENAS UMA QUESTÃO DE TEMPO PARA A INVESTIGAÇÃO CHEGAR A INSTALAÇÃO DA SAIPEM NO GUARUJÁ, OS OPERADORES DO PMDB E QUEM SABE O MISTÉRIO QUE ENVOLVE A MORTE DO EX-SECRETÁRIO RICARDO JOAQUIM, EXECUTADO A TIROS.


LA MAISON EST TOMBÉE PREFEITA MARIA ANTONIETA DO PMDB!

VICE-PREFEITO TENTA EXPLICAR AUMENTO DE R$ 0,40 NA TARIFA DE ÔNIBUS.

SAÚDE DE GUARUJÁ DEIXA DE ATENDER A POPULAÇÃO PARA DISCUTIR QUALIDADE.

SAÚDE DE GUARUJÁ DEIXA DE ATENDER A POPULAÇÃO PARA DISCUTIR QUALIDADE NO ATENDIMENTO
DEZ UNIDADES DE SAÚDE FECHARAM MAIS CEDO COM O OBJETIVO DE AS EQUIPES AVALIAREM E DISCUTIREM MELHORIAS NO ATENDIMENTO À POPULAÇÃO.


A rede básica de saúde de Guarujá deixou de atender a população no mês de novembro por tempo equivalente a três dias.

Dez unidades de saúde fecharam mais cedo com o objetivo de as equipes avaliarem e discutirem melhorias no atendimento à população. Essas reuniões são mensais e acontecem em todas as unidades de atenção básica do Guarujá.

Ora, os servidores discutem o atendimento quando deveriam estar atendendo a população? É uma triste contradição e um descaso com pessoas que não podem pagar por um plano de saúde e dependem da rede pública para consultas médicas, exames, tratamentos e acompanhamentos.

Aproximadamente 80% dos moradores de Guarujá e Vicente de Carvalho são dependentes do Sistema Único de Saúde (SUS). O serviço de saúde da cidade é um dos mais deficitários da Baixada Santista na rede básica, nos prontos-socorros e no Hospital Santo Amaro.

Em novembro, o atendimento ao público ficou prejudicado em dois Centros de Atenção Psicossocial ao Dependente Químico - Álcool/Drogas (CAPS), seis Unidades de Estratégia de Saúde da Família (Usafas) e duas Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

Com sorte, só que não, tudo isso se repete agora em dezembro.

Fonte: Ó Minha Santos

ENQUANTO LULA JÁ PODE DESFRUTAR DO TRIPLEX EM GUARUJÁ, MAIS DE TRÊS MIL FAMÍLIAS NÃO CONSEGUIRAM O TÃO SONHADO APARTAMENTO!

BANCOOP ENTREGA TRIPLEX DE LUXO DO LULA NO GUARUJÁ, MAS CALOTE DO VACCARI DEIXOU 3.100 COMPANHEIROS SEM APARTAMENTO.
ENQUANTO LULA JÁ PODE DESFRUTAR DO TRIPLEX, MAIS DE TRÊS MIL FAMÍLIAS ASSOCIADAS À BANCOOP NÃO CONSEGUIRAM O TÃO SONHADO APARTAMENTO COMPRADO NO INÍCIO DOS ANOS 2000. A COOPERATIVA DOS BANCÁRIOS LEVANTOU 57 EMPREENDIMENTOS, MAS 14 ESTÃO INACABADOS.


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já pode passar o reveilon  na Praia das Astúrias, no Guarujá, área nobre do litoral de São Paulo. De sua ampla sacada, poderá ver a queima de fogos, que acontece na orla bem defronte do seu prédio, feito pela OAS, empresa investigada pela Operação Lava-Jato. É que na semana passada terminaram as obras de reforma do apartamento triplex no Edifício Solaris, que ele e dona Marisa Letícia, sua mulher, compraram por meio da Bancoop  a Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo , ainda na planta, em 2006. Acusada de irregularidades e em crise financeira, a Bancoop deixou três mil famílias sem receber os sonhados apartamentos.

Por isso, o então presidente da cooperativa, João Vaccari Neto, tesoureiro do PT e investigado na Lava-Jato pela suspeita de operar parte do esquema de corrupção na Petrobras, precisou contratar a OAS para terminar pelo menos cinco prédios da Bancoop. Um deles foi o prédio onde Lula tem o triplex. 

O Edifício Solaris, onde a família Lula da Silva tem apartamento, ficou pronto em dezembro do ano passado. A reforma do apartamento 164 é tocada por seu filho Lulinha, segundo funcionários do edifício, e foi vistoriada por dona Marisa o tempo todo. Ela mesmo providenciou a decoração do local, visitado por Lula apenas três vezes.

A família Lula construiu um elevador privativo para levá-los do 16º ao 18º, que no projeto original tinha apenas escadas internas. Lulinha usou também parte do quarto de empregada e um canto da sala para fazer um escritório. Mandou também colocar porcelanato em tudo. A cobertura com piscina também recebeu uma boa área gourmet.

Bons tempos em que a Bancoop pagava as campanhas e mordomias dos bons companheiros.

Na declaração de bens do ex-presidente em 2006, quando disputou a reeleição, ele confirmava ter pago naquele ano R$ 47.695,38 à Bancoop pelo apartamento do Guarujá. As obras no prédio de Lula só terminaram porque a empreiteira OAS foi contratada por João Vaccari Neto, ex-presidente da Bancoop até 2010, para concluir o projeto. Para a OAS terminar o prédio de Lula, cada morador teve que pagar um adicional de R$ 120 mil. O apartamento de Lula, de 297 m2, no 16º andar, beira-mar, é avaliado pela Imobiliária Factual, que ainda vende apartamentos no 
local, por algo entre R$ 1,5 milhão e R$ 1,8 milhão.

A assessoria de Lula afirma que o imóvel está declarado. O ex-presidente informou que o imóvel, adquirido ainda na planta, e pago em prestações ao longo de anos, consta na sua declaração pública de bens como candidato em 2006.

O triplex de Lula no Guarujá: obra começada pela caloteira Bancoop que foi finalizada pela OAS da Operação Lava Jato.

Enquanto Lula já pode desfrutar do triplex, mais de três mil famílias associadas à Bancoop não conseguiram o tão sonhado apartamento comprado no início dos anos 2000. A cooperativa dos bancários levantou 57 empreendimentos, mas 14 estão inacabados. Cinco mil famílias já receberam seus apartamentos.

O João Vaccari Neto, que está sendo processado por estelionato, é o  responsável por esse pesadelo dos associados da cooperativa dos bancários. O mínimo que pode lhe acontecer é a cadeia  diz Marcos Sérgio Migliaccio, presidente da Associação das Vítimas da Bancoop, que esta semana entregou ao Ministério Público Federal (MPF) um documento relacionando o caso Bancoop com a Lava-Jato.

A cooperativa habitacional dos companheiros do PT, como a Bancoop é  chamada por adversários, foi fundada em 1996 tendo o ministro das Relações Institucionais do governo Dilma Rousseff, Ricardo Berzoini, como diretor técnico, e João Vaccari Neto como diretor do conselho fiscal. Nos anos 2000, passou a ter oito mil associados, dos quais três mil ainda não receberam seus apartamentos. Isso levou João Vaccari Neto a ser denunciado por estelionato, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.

Por não ter entregue os apartamentos vendidos, a juíza Cristina Ribeiro Leite Balbone Costa, da 5ª Vara Criminal de São Paulo, aceitou no final de 2010, denúncia contra Vaccari. E mandou quebrar o sigilo bancário e fiscal do tesoureiro do PT nos dez anos anteriores à denúncia. Além de Vaccari, foram acusados outros quatro ex-funcionários da Bancoop, entre eles Edson Botelho Fraga, o primeiro funcionário da cooperativa e que foi contratado pelo ministro Berzoini.

Vaccari agora é réu na ação criminal. Embora tenha sido denunciado em  2010, Vaccari não foi localizado para ser "citado" judicialmente, o que  só aconteceu no dia 6 de fevereiro do ano passado. O processo ainda não  teve uma sentença judicial. O promotor do caso, José Carlos Blat, que fez a denúncia contra Vaccari, acha que uma sentença deverá sair por volta de agosto de 2015, porque ainda segue os ritos processuais.

Na quebra de sigilo de Vaccari e da Bancoop, o promotor conseguiu provas de que, na gestão do ex-tesoureiro do PT, empresas fantasmas foram criadas para interceptar parte dos R$ 460 milhões captados pela cooperativa ao longo dos anos. O promotor Blat estima que a cooperativa deu um prejuízo aos oito mil associados de pelo menos R$ 100 milhões, que teriam ido para o PT e seus dirigentes.

Quebrada, a cooperativa deixou uma dívida total no mercado avaliada hoje em R$ 86 milhões. Entre  as empresas estavam a Mizu, Germany e Mirante. Quando Vaccari era dirtetor financeiro da Bancoop, a Mizu tinha sede dentro da sede da Bancoop.  A Bancoop era um verdadeiro balcão de negócios a serviço de uma organização criminosa. Uma arapuca que deixou mais de 3.100 vítimas (os que não receberam os imóveis já pagos há uma década)  diz Blat.

Até Freud Godoy, braço direito de Lula e que chegou a ser citado em 2006 na operação em que petistas foram suspeitos de "comprar" um dossiê contra o ex-ministro da Saúde, José Serra (PSDB), aparece nessa investigação. Depois que a cooperativa teve a quebra de sigilo determinada judicialmente, apareceram pagamentos de R$ 1,5 milhão da Bancoop para Freud Godoy, de 2005 a 2007. Na CPI da Assembleia de São Paulo, aberta para investigar os desvios da cooperativa habitacional, Vaccari disse que contratou Godoy para dar segurança a empreendimentos da Bancoop (Godoy tem uma empresa de segurança armada, que já prestou inclusive serviços à sede nacional do PT).

Nessa CPI da Bancoop, o engenheiro Ricardo Luiz do Carmo disse que, quando as obras da cooperativa começaram, no início dos anos 2000, havia um computo de despesas por empreendimento, mas como a situação começou a sair do controle por volta de 2004, criou-se um pool de despesas, unindo os gastos de todos os 57 imóveis em obras, dos quais apenas 20 foram totalmente finalizados.

A conta única virou uma bola de neve e tudo virou uma incógnita  disse Carmo à CPI. O promotor afirma que entre as despesas pagas pela Bancoop houve pagamentos para um centro espírita, para pesque e pague, para um hotel cinco estrelas onde o PT promovia reuniões, e até compra de convites para a Fórmula 1.

Vaccari informou, por meio de sua assessoria, que não iria comentar o assunto porque já deixou a Bancoop há quatro anos e que a cooperativa é que deveria responder. Já a Bancoop diz que a denúncia contra a Bancoop não procede e não tem fundamento. Isso está sendo demonstrado no processo. 

Fonte: Blog do Coronel

sábado, 6 de dezembro de 2014

O TEATRO MUNICIPAL NÃO SERIA INAUGURADO EM SETEMBRO DESTE ANO?

DESCULPE PREFEITA INCOMPETENTE, MAS O TEATRO MUNICIPAL NÃO SERIA INAUGURADO EM SETEMBRO DESTE ANO?
POIS É, O TEATRO MUNICIPAL PROCÓPIO SEM FIM, VIROU UM POÇO SEM FUNDO. QUANTO SERÁ QUE JÁ ENTERRARAM DE DINHEIRO PÚBLICO NUM EQUIPAMENTO CULTURAL QUE NÃO VOLTA A FUNCIONAR?


ESTA FIGURA DEVERIA GANHAR UM BUSTO EM PRAÇA PÚBLICA, SIMBOLO DA INCOMPETÊNCIA EM GUARUJÁ!


NÃO FEZ ABSOLUTAMENTE NADA NA CULTURA E ENTERROU O ESPORTE DO GUARUJÁ, VEJAM O GUAIBÊ.

DIRETOR JURÍDICO DA CÂMARA DECLARA ERRO TÉCNICO EM EDITAL DA QUESTIONADA ELEIÇÃO!

DIRETOR JURÍDICO DA CÂMARA DE GUARUJÁ DECLARA AO JORNAL DIÁRIO DO LITORAL QUE EDITAL FOI PUBLICADO COM ERRO TÉCNICO, QUEM ACREDITA?
A CLASSE POLÍTICA DE GUARUJÁ TRATA A POPULAÇÃO E A IMPRENSA COMO IDIOTAS, MAS A VERDADE É QUE TEM MUITA GENTE DE OLHO NA LAMBANÇA DOS VEREADORES COM UM ORÇAMENTO MILIONÁRIO NA CASA DO POVO PARA 2015. NOS BASTIDORES GRUPOS JÁ ARTICULAM A ELEIÇÃO DO VEREADOR GILBERTO BENZI (PROS), QUE TOMOU UM PASSA MOLEQUE DO GRUPO DO PRESIDENTE MARCELO SQUASSONI (PRB) NA FUTURA MESA DIRETORA.


Eleição da Câmara de Guarujá é adiada para terça-feira.

Foi adiada para terça-feira, dia 9, às 14 horas, a nova sessão extraordinária para definir a composição da mesa diretora da Câmara de Guarujá, que comandará os trabalhos legislativos no próximo biênio (2015-2016). O motivo do adiamento de ontem foi a falta de quórum necessário para realização do pleito, além de um erro técnico na publicação do edital de convocação, no Diário Oficial do Município.

A realização da nova eleição atende decisão do Poder Judiciário, que suspendeu provisoriamente os efeitos do pleito, já realizado no último dia 30 de outubro, amparado no fato de que a Lei Orgânica do Município fixava esta data para o dia 28 de dezembro.

Embora a referida lei já tenha sido modificada, permitindo a antecipação da data (o que também já era previsto desde 2010, pelo Regimento Interno da Casa) a Presidência do Legislativo achou por bem realizar uma segunda votação, de modo a evitar que o impasse viesse a se estender, prejudicando o andamento dos trabalhos.

Sessão foi adiada por falta de quórum necessário para realização do pleito

O principal questionamento era em relação ao fato de que a mudança feita na Lei Orgânica do Município (que fixou período de outubro a dezembro para a realização do pleito) ter sido referendada somente depois da eleição de 30 de outubro.

“Mesmo o Regimento Interno já permitindo esta antecipação, a exemplo do que ocorreu em eleições anteriores, houve questionamento na Justiça. Por isso, o Judiciário acabou suspendendo provisoriamente os efeitos da eleição que ocorreu, até que o processo fosse julgado definitivamente”, explicou o diretor jurídico da Câmara, Renato Cardoso.

Fonte: Jornal Diário do Litoral