sábado, 1 de agosto de 2015

EMPRESA ENVOLVIDA NO ESCÂNDALO DE SUPERFATURAMENTO DOS LIVROS EM SÃO VICENTE É REINCIDENTE!

EMPRESA ENVOLVIDA NO ESCÂNDALO DE SUPERFATURAMENTO DOS LIVROS EM SÃO VICENTE É REINCIDENTE!
EMPRESA SISTTECH TECNOLOGIA EDUCACIONAL JÁ FOI DENUNCIADA EM MANAUS POR  LICITAÇÕES SUPOSTAMENTE VICIADA NA SEMED E CMM.


O “arauto da moralidade pública”, Prefeito Luís Claudio Bili, ao contratar uma empresa com dispensa de licitação, cometeu um ato de restrição à competitividade da licitação decorrente de critérios inadequados de habilitação e julgamento.

Ao agir desta forma impediu a participação de outras empresas que executam o mesmo tipo de serviço e muito provavelmente com preço mais vantajoso para o erário.

O respeitável contribuinte que vai arcar com estas imoralidades pode nos dizer onde e como justificar as vergonhosas contratações? Ou será que o Senhor Prefeito de São Vicente, o ex-Vereador Luís Claudio Bili e o atual Secretário Municipal de Educação, pensam que vamos engolir mais esta excrecência sem provocar a ação do Ministério Público, estão devidamente enganados.

O Secretário Municipal de Educação, e Senhor Prefeito de São Vicente de São Vicente, não podem e nem devem fugir de suas responsabilidades, se orientando pelos princípios que regem a suas atuações, particularmente no campo das contratações públicas, onde se deve buscar sempre a satisfação do interesse coletivo, obedecendo aos princípios previstos no art.37 da Constituição Federal e no art. 3º da lei 8.666/93.

Nesse sentido, formam-se as manifestações do Superior Tribunal de Justiça:

Após a adjudicação, o compromisso da Administração pode ser rompido pela ocorrência de fatos supervenientes, anulando o certame se descobertas ilicitudes ou revogando-o por razões de conveniência e oportunidade. (STJ, Mandado de Segurança nº 12.047, Rel. Min. Eliana Calmon, julgado em: 28.03.2007.).

RECURSO ORDINÁRIO EM MANDADO DE SEGURANÇA– ADMINISTRATIVO–LICITAÇÃO  – MODALIDADE  – PREGÃO ELETRÔNICO  – REVOGAÇÃO  – AUSÊNCIA DE COMPETITIVIDADE  – POSSIBILIDADE  – DEVIDO PROCESSO LEGAL  –OBSERVÂNCIA (...)

À Administração Pública, no âmbito de seu poder discricionário, é dado revogar o procedimento licitatório, por razões de interesse público.

“A licitação consiste em um procedimento administrativo destinado a garantir a observância ao princípio constitucional da isonomia e seleção da proposta mais vantajosa para os interesses da Administração Pública.”

“Em seu aspecto procedimental, desenvolve-se por meio de uma sucessão ordenada de atos vinculantes, visando à análise e julgamento de propostas em estrita conformidade com os princípios da legalidade, da impessoalidade, da moralidade, da igualdade, da publicidade, da probidade administrativa, da vinculação ao instrumento convocatório, do julgamento objetivo e outros que lhe são correlatos.”

“Assim, verificam-se por essas breves linhas, que a licitação possui dupla finalidade, ou seja, ao mesmo passo em que objetiva à vantajosidade na seleção de propostas, visa também atingir tal desiderato obedecendo plenamente o tratamento isonômico entre os concorrentes.” Universo Jurídico – novaprolink.

Não vamos deixar barato, pois está em jogo o meu, o seu, o nosso imposto de cada dia que não pode e nem deve ser gasto de maneira escusa por agentes públicos que são pagos para cumprirem as normas estabelecidas em nossa Constituição Federal.

O PACTO DA PREFEITA DE GUARUJÁ!!!!!


sexta-feira, 31 de julho de 2015

QUADRILHA INVADE SHOPPING JEQUITIMAR, EXPLODE CAIXAS ELETRÔNICOS!

QUADRILHA INVADE SHOPPING JEQUITIMAR, EXPLODE CAIXAS ELETRÔNICOS E INCENDEIA ÔNIBUS EM GUARUJÁ.
NA "TERRA SEM LEI", A ILHA DA MERENDA ESCOLAR SUPERFATURADA, ASFALTO MILIONÁRIO E SUPER SALÁRIOS, A BANDIDAGEM TOMOU CONTA.....


A BANDIDAGEM CHEGOU AO ARQUIPÉLAGO DOS ENDINHEIRADOS DO PLANALTO!

quinta-feira, 30 de julho de 2015

QUEM ROUBA MERENDA ESCOLAR NÃO É LATROCIDA DR. PIMENTA?


TEM GATO NA MERENDA ESCOLAR DO GUARUJÁ, PREFEITA MARIA ANTONIETA DE BRITO (PMDB)?
por Manoel Inconfidente Vergara


Bem amigos, diria Galvão Bueno, chega ao fim a tumultuada CPI da Merenda Escolar na Câmara Municipal do Guarujá.

Não crucificarei a “Tropa de Choque” da Prefeita Maria Antonieta de Brito (PMDB), aqueles homens eleitos para defender a população que apareceram empenhando apoio na sede do PMDB no centro do Guarujá, em troca de alguns carguinhos e quem sabe algo mais, não é mesmo queridos eleitotários da Ilha de Santo Amaro?

Muito menos recriminarei o magistrado e sua decisão, afinal duvido muito que alguém possa contestar o baseamento legal do "homem da capa preta", professor, doutor, autoridade, mestre e conhecedor dos meandros da lei, bem diferente do jurídico da Câmara Municipal que antes da decisão local do Dr. Pimenta, se antecipou ao Tribunal de Justiça em São Paulo, amadorismo, infantilidade ou conveniência?

Não li as mais de 6.000 páginas do relatório da comissão processante, aquela que apontou o milionário adoçante, melancias, carne superfaturada e muito mais, mas conhecendo os processos licitatórios e a investigação promovida pelo ex-secretário ASSASSINADO Ricardo Joaquim nas ações da Secretaria de Educação do governo Maria Antonieta de Brito, acabamos em 2012 publicando no Jornal Os Inconfidentes as quantidades absurdas da milionária merenda escolar do Guarujá, mais as considerações do Secretário ASSASSINADO, infelizmente sem todos os detalhes, preços,unidades e valores.

Em uma cidade como a nossa, em que mais da metade da população apenas sobrevive, chamar os que roubam o dinheiro da merenda escolar de ladrões é apenas elogiá-los.

Repito: em uma cidade com pouco mais de  300 mil de habitantes, registrando uma pobreza que se somam a 150 mil miseráveis, os tais a quem nos referimos acima (aos que roubam a merenda escolar), devem ser tratados por assassinos, homicidas, ou – talvez a melhor definição: latrocidas – aqueles que matam suas vítimas depois de roubar.

E é o que de fato acontece. Crianças que não têm o que comer morrem de inanição ou de doenças provocadas pela subnutrição. Não são poucos, também, os adolescentes que deixam as escolas porque lá não encontram um ambiente saudável, com uma alimentação que os satisfaçam – caem no mundo, nas drogas, nos crimes e, finalmente, no caixão de defunto. Não é só por isso, mas é por isso, também.

Quanto à essa gente podre, sem escrúpulo, que embolsa o dinheiro público, parco, escasso, para viver de prazeres e orgias merece o destino dos grandes bandidos que se encontram, hoje, nos presídios de segurança máxima.

Agora, quem são eles? A Polícia Federal já indiciou vários acusados em todo país pelo mesmo crime: roubo do dinheiro da merenda escolar.

Mas se não há julgamento, não há culpados. Só vitimas: as crianças e adolescentes que as estatísticas das mortes por assassinato não vão contabilizar. Os seus homicidas não serão assim, jamais, identificados e ainda serão beneficiados pela hipocrisia nossa de cada dia.

E fica uma questão, “Por que a Secretária de Educação Priscila Bonini, herdeira da Universidade Unaerp, está sendo poupada neste escândalo pela imprensa e a população?”

MAIS UMA CRECHE EM SÃO VICENTE PODE PARALISAR ATIVIDADES.

SEM REPASSES, MAIS UMA CRECHE EM SÃO VICENTE PODE PARALISAR ATIVIDADES
DESSA VEZ, PROBLEMA AFETA CRIANÇAS MATRICULADAS NA CRECHE MUNICIPAL DANILO ROCHA ILEK DE OLIVEIRA.



Se não bastassem todas as despesas da casa, que para muitos brasileiros estão ainda mais altas nos últimos meses, a auxiliar administrativa Natalia Aparecida de Almeida, de 27 anos, se prepara para mais baixa no orçamento.

Sem ter com quem deixar sua filha de 4 anos, matriculada em uma creche pública de São Vicente, ela tem arcado, desde o início da semana, com mais uma despesa: pagar alguém para cuidar da criança no horário em que está no trabalho.

Natalia está entre as centenas de mães que estão sem assistência no Município, em decorrência de uma paralisação nas creches iniciada após atrasos nos repasses às creches municipais. Apesar de algumas instituições da Cidade já estarem paralisadas há mais de 30 dias, ela conta que funcionários da Creche Municipal Danilo Rocha Ilek de Oliveira só informaram que poderiam aderir à greve após o recesso do meio do ano.

”Estou desesperada porque não tenho como ficar com a minha filha em casa. Eu pagava uma pessoa para buscá-la às 17 horas e agora ela está ficando com minha filha a tarde toda. Não sabia dessa situação. Antes das férias, nenhum funcionário nos informou que estava sem receber”, comenta.

Conforme Natalia, desde a última terça-feira (28), as crianças têm sido liberadas mais cedo da unidade. Há ainda o risco do atendimento ser paralisado por completo. “Nos informaram que a qualquer momento a escola poderá paralisar as atividades. Eu entendo o lado deles, há várias crianças na instituição e eles estão sem receber, mas nós também não podemos ficar sem atendimento. Há pessoas que realmente não têm com quem deixar seus filhos”, lamenta.

Sem receber desde maio

Procurada para comentar a situação, uma funcionária da instituição, localizada no bairro Mateo Bei, confirmou que a creche está sem receber da Prefeitura de São Vicente. “Essa situação já se arrasta desde maio. São sete funcionários que estão sem receber salário e benefícios. Entendemos o drama dos pais, mas os funcionários estão sem dinheiro até para vir trabalhar”, comentou em anonimato.

Ainda conforme a funcionária, a decisão de antecipar a saída das crianças não foi comunicada em reunião porque muitos dos matriculados ainda não retornaram do período do recesso. “Estamos avisando os pais no próprio portão. Na segunda-feira, a recomendação é para que não tragam seus filhos à unidade. Vamos participar de um protesto em frente à Prefeitura, a partir das 9h30”.

Os problemas de pagamento atingem auxiliares de classe, merendeiras, inspetoras, secretárias, cuidadoras e auxiliares de serviços gerais – todos funcionários contratados pelas Associações de Pais e Mestres (APMs) das escolas e creches mantidas pelas instituições conveniadas com a Prefeitura.

Conforme a assessora de base do Sindicato Intermunicipal dos Empregados em Instituições Beneficentes, Religiosas e Filantrópicas do Estado de São Paulo (Sindibeneficente), há pelo menos 13 instituições no Município nestas condições. “Há a estimativa que cerca de 600 crianças estejam sem atendimento na Cidade. Algumas instituições estão sem receber o repasse de verba desde maio. Outras não receberam o de junho também”.


A Prefeitura de São Vicente foi procurada na manhã desta quinta-feira (30) para comentar o caso, mas, até agora, não se manifestou.

Fonte: A Tribuna Digital

PREFEITO DE SÃO VICENTE MOSTRA QUE A LENTILHA TRAZ PROSPERIDADE!

A LENTILHA TRAZ A PROSPERIDADE, PELO MENOS EM SÃO VICENTE!
MORADOR DENUNCIA O VALOR DA LENTILHA NA MERENDA ESCOLAR DE SÃO VICENTE NA TV TRIBUNA (GLOBO).


SERÁ QUE O PREFEITO BILI FICOU COM INVEJA DA MELANCIA GIGANTE E DO ADOÇANTE DA MERENDA DE GUARUJÁ?

CRIMINOSOS INVADEM SHOPPING JEQUITIMAR E ESTOURAM CAIXAS ELETRÔNICOS.

GUARUJÁ, "A TERRA SEM LEI", CRIMINOSOS CHEGAM AO REDUTO DOS MILIONÁRIOS!
CRIMINOSOS INVADEM SHOPPING JEQUITIMAR NA PRAIA DE PERNAMBUCO E ESTOURAM CAIXAS ELETRÔNICOS.


As câmeras de monitoramento de uma loja do Shopping Jequiti, em Guarujá, no litoral de São Paulo, flagraram o momento em que criminosos arrombaram a porta dos fundos do centro comercial e iniciaram o assalto aos caixas eletrônicos instalados no local. Ao todo, a ação, realizada na manhã desta quarta-feira (29), durou cerca sete minutos.

Segundo informações da Polícia Militar, seis caixas eletrônicos foram explodidos pela quadrilha, que também invadiu outras lojas e roubou diversos produtos.

Criminosos invadem shopping e estouram caixa eletrônico em Guarujá.

Nas imagens, é possível ver o grupo indo em direção aos caixas eletrônicos e, depois, retornando ao veículo para se proteger da explosão causada pelas bombas. Após a detonação, os criminosos voltam aos caixas e carregam as mochilas com dinheiro, antes de deixar o local.

De acordo com a polícia, o crime começou com o furto de um caminhão, entre 23h de segunda (27) e 0h de terça-feira (28). A carreta, inclusive, foi utilizada para fechar parte da Estrada de Pernambuco, onde fica o shopping.

Além do caminhão, a quadrilha também utilizou um ônibus circular para paralisar a estrada. Os criminosos ordenaram aos passageiros e ao motorista que descessem do coletivo e atearam fogo ao veículo. Durante a fuga, um dos automóveis utilizados pela quadrilha não funcionou e foi abandonado. No interior do carro, a polícia encontrou diversos objetos roubados.

Dois homens suspeitos de participar do crime foram detidos na manhã desta quarta-feira. Segundo o comandante da Polícia Militar, Rogério Silva Pedro, a resposta da PM foi imediata. "Iniciamos uma operação rápida pelas imediações e utilizamos também o helicóptero Águia. A partir de agora, será questão de tempo até prendermos os outros envolvidos no crime", afirma.

Após a ação, a polícia localizou dois veículos utilizados pelo grupo. Dentro de um deles, que estava com as placas adulteradas, as autoridades encontraram uma munição de fuzil. O segundo carro estava com o chassi modificado.

Fonte: A Tribuna Digital

MARIA ANTONIETA É CONDENADA POR PROMOÇÃO PESSOAL.

A PREFEITA DAS $UPER-MELANCIAS DO GUARUJÁ, É CONDENADA NOVAMENTE NA JUSTIÇA!
MARIA ANTONIETA É CONDENADA POR PROMOÇÃO PESSOAL.ELA UTILIZOU CORES DE SUA CAMPANHA ELEITORAL DE 2008 NA PINTURA DE PRÉDIOS PÚBLICOS


Utilizar as cores de sua campanha eleitoral de 2008 na pintura de prédios públicos e adesivar bens móveis rende agora à prefeita de Guarujá, Maria Antonieta de Brito (PMDB), uma condenação em primeira instância por promoção pessoal.

O juiz Ricardo Fernandes Pimenta Justo, da 1ª Vara Cível de Guarujá, proferiu sentença no início deste mês condenando Antonieta a não mais utilizar, de forma exclusiva, essas cores em prédios públicos, bens móveis e materiais de propaganda institucionais, “sob pena de multa de R$ 100 mil por cada violação futura”.

Além disso, o magistrado determinou o ressarcimento dos valores gastos, devidamente corrigidos, “devendo o quantum respectivo ser apurado em liquidação”. O Ministério Público do Estado (MPE) registra no processo que o prejuízo ao Município é de cerca de R$ 950 mil.

A sentença é resultado de uma ação civil pública proposta em 2011 pelo então promotor de Defesa do Patrimônio Público de Guarujá, André Luiz dos Santos. 

Poucos dias depois, o magistrado Justo concedeu liminar suspendendo todas as obras e pinturas em prédios públicos e a adesivação de bens nas cores verde e laranja, o que foi mantido pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) na análise do recurso interposto pela Prefeitura.

Resposta

Consultada a respeito da decisão, a Prefeitura de Guarujá informou que vai recorrer e ressalta que desde 2011 está atendendo a orientação do Ministério Público, adotando cores distintas do verde em sua logomarca, nas peças publicitárias e no Diário Oficial.

Fonte: A Tribuna Digital

terça-feira, 28 de julho de 2015

SARGENTO DA PM, SOFRE EMBOSCADA NOS MORRINHOS!

POLÍCIA IDENTIFICA ACUSADOS DE ATAQUE A PM EM MORRINHOS, EM GUARUJÁ
SARGENTO CHEGAVA EM CASA QUANDO FOI SURPREENDIDO POR DOIS BANDIDOS, UM DELES MENOR DE IDADE.



A emboscada que um sargento da Polícia Militar sofreu em sua própria casa, em Morrinhos I, em Vicente de Carvalho, foi esclarecida por policiais do 1º DP de Guarujá, que identificaram os dois envolvidos no crime.

O crime ocorreu nos primeiros minutos da madrugada de 6 de junho e o policial militar levou dois tiros: um de raspão na testa, que o fez cair, e o outro na região do pescoço, quando já estava indefeso no chão.

Reconhecido pela vítima e apontado por uma testemunha protegida como o autor dos disparos, um adolescente de 17 anos foi baleado no próprio bairro dias depois. Ele agiu acompanhado de Tiago Souza Santos, o Paraíba, de 25 anos, que está foragido.

“Dias depois do atentado contra o sargento, o adolescente foi baleado. O infrator disse no Hospital Santo Amaro que caminhava por uma rua quando, sem qualquer motivo, foi atingido por um tiro. Mas acreditamos que ele tentou assaltar alguém que estaria armado e reagiu”, disse o chefe dos investigadores Nivaldo Ribeiro.

Com passagens por roubo e internações na Fundação Casa, o infrator foi removido de novo à instituição após receber alta, porque ficou apurada a sua participação no episódio do sargento.

Porém, devido à sua condição clínica em razão do disparo recebido, a Justiça permitiu depois que ele ficasse em casa, onde morreu após complicações de saúde.

Como foi

Morador há 13 anos em Morrinhos I, o sargento contou que sempre foi bem quisto no bairro, frequentando os comércios da área sem qualquer tipo de problema e até desarmado.

Na ocasião da emboscada, o policial militar estava em uma lanchonete perto de sua casa. Enquanto aguardava o preparo de um lanche, ele decidiu ir buscar um agasalho em sua residência, porque esfriou.

Ao chegar de moto no imóvel e descer para abrir o portão, ele se deparou com dois rapazes na garagem. Um deles era o adolescente, que lhe disse: “Marcelo, chegou a hora de você morrer”. Em seguida, houve os tiros.

Com o apoio de um setor da Corregedoria da PM que só atua em casos nos quais policiais militares são vítimas, investigadores do 1º DP de Guarujá foram ao hospital, na Capital, onde o sargento estava internado para lhe mostrar álbuns fotográficos do distrito.

“Por meio de fotos, a vítima reconheceu o adolescente e Paraíba como os autores do atentado. O adulto tem passagens por roubo e em um desses casos teve a preventiva decretada, mas permanece foragido”, contou Ribeiro. O delegado Estevan Gabriel Urso pedirá a prisão de Paraíba também pelo crime contra o policial.

O sargento já recebeu alta. Porém, por questões de segurança, ele e a sua família não retornaram mais à casa de Morrinhos depois do atentado. A sobrevivência da vítima vem sendo atribuída, entre outros fatores, ao uso de uma arma de baixo calibre por parte dos acusados.

Além do reconhecimento fotográfico, os investigadores Ribeiro, Gleydson Segundo e Éwerton Menezes localizaram uma testemunha protegida. Segundo ela, dias após o atentado, o adolescente admitiu ligação no crime contra o sargento. O menor teria afirmado que a intenção dele e de Paraíba era furtar a casa do policial, mas decidiram matá-lo quando ele chegou ao local.

SERVIDORES DE SÃO VICENTE DECIDEM MANTER GREVE E MARCAM PASSEATA.

SERVIDORES DECIDEM MANTER GREVE E MARCAM PASSEATA PARA SEGUNDA-FEIRA.
SEM RECEBER O PAGAMENTO DE BENEFÍCIOS ATRASADOS EM SÃO VICENTE, CATEGORIA DECIDIU MANTER A GREVE POR TEMPO INDETERMINADO.



Dezenas de servidores públicos de São Vicente estiveram em frente ao Paço Municipal na tarde desta sexta-feira (31) e não concordaram com a resposta da Administração sobre o pagamento de benefícios atrasados e decidiram manter a greve. 

A reivindicação da categoria é contra aos atrasos dos pagamentos dos salários e também aos atrasos referentes as horas extras, 13º salário, férias e verbas rescisórias. 

Além disso, vários benefícios estão em atraso como a cesta básica. Outro fator apontado pelos servidores é a retenção dos repasses dos descontos concedidos em folhas de pagamentos provocando restrições de crédito, pagamentos duplicados e constrangimento aos trabalhadores. 

Durante a Assembleia de hoje,  foi decidido por unanimidade pela categoria a realização de uma passeata na próxima segunda-feira às 10 horas, em frente ao Paço Municipal.

Os salários referentes ao mês de julho foram pagos ao funcionalismo nesta sexta-feira. Entretanto, muitos deles ainda não tiveram os benefícios em atraso pagos.  Em nota, a Prefeitura de São Vicente disse que esses pagamentos serão regularizados a partir da próxima semana.

Crise Nacional

Em contato com a Reportagem de A  Tribuna, o prefeito Luis Claudio Billi (PP) disse que os servidores  têm o direito de se manifestar. "Essa é uma crise nacional, basta ler ou assistir os noticiários, mas acredito que vamos superar esse momento".

"Tem que dar um desconto para essa manifestação, porque estamos em ano pré-eleitoral tanto do sindicato, quanto do Município. Por isso os ânimos se alteram e sempre aparecem os oportunistas". E para finalizar, ele disse: "fui o prefeito que mais benefícios dei aos servidores na história da Cidade".

Fonte: A Tribuna Digital

O BOM FILHO A CASA TORNA, POR NOSSA CONTA É CLARO!

A GRANDE VACA PÚBLICA CONTINUA A DAR LEITE NAS TETAS DO GOVERNO!
O BOM FILHO, COM UM GORDO SALÁRIO, DIGNO DE UM PUXA-SACO OFICIAL, RETORNOU A CASA, PROF. CÂNDIDO?


"JÁ PAGARAM A PRIMEIRA PARCELA DO 13º SALÁRIO PREFEITA?"

sábado, 25 de julho de 2015

GUARUJÁ TEM SEU ADERBAL PIMENTA?

ALPHAVILLE PARA MORAR E GUARUJÁ PARA VOTAR DEPUTADO?
GUARUJÁ A VANGUARDA DA "POLITICA MEDÍOCRE", TEM SEU PRÓPRIO ADERBAL PIMENTA!


"A ARTE IMITA A VIDA, ELEITOTÁRIOS DO GUARUJÁ"

OS VEREADORES DA PREFEITA SERÃO LEMBRADOS!

SERÁ QUE OS "VEREADORES DA PREFEITA", PAGAM R$ 30,00 UMA MELANCIA?
PROVAVELMENTE SIM, BASTA A POPULAÇÃO OBSERVAR DE ONDE SURGIRAM E OS CARRÕES IMPORTADOS QUE DIRIGEM COM O SALÁRIO DE VEREADOR. ENQUANTO ISSO, AS CRIANÇAS NAS ESCOLAS QUANDO COMEM, COMEM SALSICHAS E CARNE DE SEGUNDA, TERCEIRA!


A POPULAÇÃO NÃO ESQUECERÁ OS MEDIOCRES VEREADORES DA PREFEITA ANTONIETA (PMDB).

sexta-feira, 24 de julho de 2015

PREFEITURA DE SÃO VICENTE É ACUSADA DE "SUPERFATURAR" LIVROS!

PREFEITURA DE SÃO VICENTE É ACUSADA DE "SUPERFATURAR" LIVROS
VEREADORES DA OPOSIÇÃO QUESTIONAM DISPENSA DE LICITAÇÃO PARA COMPRA DE MATERIAL DE ROBÓTICA



Os vereadores vicentinos Pedro Gouvêa (PMDB), Léo Santos e Perivaldo do Gás (ambos do PSB), entrarão com uma representação no Ministério Público (MP), na segunda-feira (27), contestando a aquisição de 38,5 mil livros de robótica com a dispensa de licitação pela Prefeitura. O contrato, assinado em maio, onerou os cofres municipais em R$ 7,546 milhões, segundo eles.

A ação solicitará a instauração de um inquérito de bloqueio ao pagamento dos valores à Sisttech Tecnologia Educacional, empresa que fornece o material por meio do Programa de Ensino Sistemático das Ciências (Pesc). O documento diz que a Prefeitura “feriu o princípio administrativo da necessidade e eficiência, diante do que há outras demandas mais urgentes”.

Apenas R$ 300 mil do montante já teriam sido pagos. No ano passado, a mesma empresa foi contratada para fornecer os kits de robótica, com material didático para montagem de robôs nas escolas. Esse contrato foi totalmente pago, em valores aproximados de R$ 1,8 milhão. Somados aos R$ 7,54 milhões dessa segunda etapa, o programa já teve um custo superior a R$ 9,34 milhões.

Os vereadores de oposição fazem dois questionamentos. O primeiro, se os gastos com esses cursos não seriam muito elevados, ainda mais em um momento de crise, como o que a Cidade atravessa. O segundo, o porquê da dispensa de licitação em um produto com quantia tão elevada e que possui outras opções de mercado.

Valor elevado

Conforme o contrato firmado com a Sisttech, cada livro tem um custo de R$ 196,00,independente da série ou se é de Educação Infantil ou Ensino Fundamental.

Dentro da representação que os vereadores farão, será citado o programa em Itapetinga (SP), onde cada unidade do material custou R$ 155,00. A esse preço, o contrato sairia cerca de R$ 1,6 milhão mais barato.

Resposta

A Prefeitura de São Vicente, por meio a Secretaria da Educação (Seduc), informa que o projeto Robótica é desenvolvido desde o ano passado na rede municipal de ensino, com a então secretária de Educação, Creuza Calçada. A prática em sala de aula apresentou resultados positivos, com o aumento no interesse dos alunos pela aprendizagem.

A Administração destaca que este ano o projeto tem continuidade, trazendo como novidade a extensão na formação de quadros de professores. As escolas já receberam os livros e kits que serão desenvolvidos em projetos neste semestre.

Empresa

Já a Sisttech, empresa contratada pela Prefeitura para oferecer o curso de robótica, destaca que a contratação dos serviços foi publicada no Diário Oficial da União, nas páginas 282 e 283 – Poder Executivo - Seção I, em 30 de maio de 2015.

A empresa confirma que, por este contrato, já recebeu R$ 300 mil da Prefeitura de São Vicente. Sobre o valor da unidade, a Sisttech confirma que o custo definido por unidade de livro neste formato de projeto é de R$ 196,00 por aluno, valor que é tabelado em todo o território nacional.

Fonte: A Tribuna Digital

EM SÃO VICENTE ROUPAS DE DOAÇÃO FORAM JOGADAS NO LIXO.

MORADOR DE SÃO VICENTE AFIRMA QUE ROUPAS DE DOAÇÃO FORAM JOGADAS NO LIXO.
DOAÇÕES DE ROUPAS NA CAMPANHA DO AGASALHO DO GOVERNO BILI EM SÃO VICENTE "DEVE ACEITAR" APENAS ROUPAS DE MARCAS COMO LACOSTE, LOUIS VUITTON, PRADA, CHANEL, GUCCI, HERMÉS, DIOR!


PARABÉNS AO GOVERNO BILI, TRÊS ANOS AFUNDANDO SÃO VICENTE!

ADERBAL PIMENTA, O DEPUTADO DO GUARUJÁ!

GUARUJÁ, A BABILÔNIA DO BRASIL,TEM SEU "POLÍTICO LOCAL", O GLOBAL ADERBAL PIMENTA!
NOSSO ADERBAL ANDOU PELAS FAVELAS, ARRUMOU UNS VOTOS E SE ELEGEU DEPUTADO DE CARONA COM OS VOTOS DO CELSO RUSSOMANO (PRB-SP)! COMO A ARTE IMITA A VIDA, NOSSO ADERBAL MORA EM ALPHAVILLE, NO CONDOMÍNIO DOS MILIONÁRIOS, MAS PAGA AS CONTAS COM O DINHEIRO DOS ELEITOTÁRIOS DO GUARUJÁ.


QUE FEIO NÃO DEPUTADO FEDERAL?

quinta-feira, 23 de julho de 2015

A LENDA DAS MILIONÁRIAS MELANCIAS GIGANTES DO GUARUJÁ!

GUARUJÁ E A LENDA DAS MILIONÁRIAS MELANCIAS GIGANTES DA MERENDA!
LEGISLATIVO ARQUIVA PROCESSO DA MERENDA DO GUARUJÁ. JUSTIÇA MANTÉM LIMINAR QUE SUSPENDE TRAMITAÇÃO DA COMISSÃO PROCESSANTE, SEM O TÉRMINO DA LEITURA DOS AUTOS E A VOTAÇÃO QUE PODERIA CULMINAR NA CASSAÇÃO DA PREFEITA.


A prefeita de Guarujá, Maria Antonieta de Brito (PMDB), ficou livre do julgamento do Escândalo da Merenda que vinha sendo realizado na Câmara. A Justiça manteve a liminar que impedia o curso do processo, que obrigatoriamente tinha que ser encerrado ontem. Neste sentido, os vereadores resolveram encerrar os trabalhos da Comissão Processante (CP) sem o término da leitura dos autos e a votação que poderia culminar na cassação da prefeita.

“Sentimento de tristeza e impotência. O juiz local sinalizou que iria liberar a sessão de hoje (ontem) em contato com o jurídico da Câmara. Mas, pela manhã, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) manteve a liminar impedindo que o juiz local a revogasse.

Quem está certo ou errado neste embate entre as duas instâncias eu não sei, mas quem perde é a Cidade que não terá visto a conclusão com a votação do parecer final fruto de um trabalho exaustivo que começou no ano passado com a investigação da Comissão de Fiscalização da Câmara”, revelou em seu perfil no Facebook, o vereador Edilson Dias (PT), presidente da CP. Ele garante, porém, que o caso não será esquecido. “Outras ações virão à tona, inclusive em relação a outros temas. A luta continua em defesa da população”.

Por telefone, o vereador Ronald Nicolaci Fincatti (Pros), presidente da Câmara, não conseguiu esconder a decepção com o Poder Judiciário local. Nicolaci chegou a lutar diretamente para que a independência do Legislativo fosse preservada. “Infelizmente, o ato de convocação da sessão de abertura do julgamento, considerada irregular pelo Judiciário, foi considerada mais importante que o Escândalo da Merenda, que agora teve que ser arquivado, apesar de todo o maravilhoso trabalho realizado pela Casa. Uma vergonha, um absurdo jurídico”, lamentou. 
 
Julgamento
O julgamento encerrado ontem vinha ocorrendo sob uma guerra jurídica. De um lado, a defesa da prefeita Maria Antonieta de Brito (PMDB), galgada em uma liminar concedida pelo juiz de Guarujá Ricardo Fernandes Pimenta Justo, exigindo a suspensão dos trabalhos. Do outro, a Diretoria Jurídica da Câmara, que vinha mantendo os trabalhos baseada na lisura de todo o rito processual conduzido pela CP e a independência dos poderes, preconizada pelo artigo 2º da Constituição Brasileira.

Ele vinha sendo acompanhada de perto por 12 parlamentares, que se revezavam na leitura das quase seis mil folhas do processo conduzido pela CP. Cinco vereadores não estavam acompanhando pessoalmente a sessão de julgamento: os peemedebistas Luciano Lopes da Silva (Luciano China); Nelson Alves Filho e Luciano de Moraes Rocha (Tody), além de Jaime Ferreira de Lima Filho, o Jaiminho (Pros) e Edmar Lima dos Santos, o Juninho Eroso (PPL).

Fonte: Jornal Diário do Litoral

ACABOU EM PIZZA A CPI DA MERENDA ESCOLAR

ACABOU EM PIZZA A CPI DA MERENDA ESCOLAR, TÁ TUDO LIBERADO!
LEGISLATIVO ARQUIVA PROCESSO DA MERENDA DO GUARUJÁ. JUSTIÇA MANTÉM LIMINAR QUE SUSPENDE TRAMITAÇÃO DA COMISSÃO PROCESSANTE, SEM O TÉRMINO DA LEITURA DOS AUTOS E A VOTAÇÃO QUE PODERIA CULMINAR NA CASSAÇÃO DA PREFEITA.


A prefeita de Guarujá, Maria Antonieta de Brito (PMDB), ficou livre do julgamento do Escândalo da Merenda que vinha sendo realizado na Câmara. A Justiça manteve a liminar que impedia o curso do processo, que obrigatoriamente tinha que ser encerrado ontem. Neste sentido, os vereadores resolveram encerrar os trabalhos da Comissão Processante (CP) sem o término da leitura dos autos e a votação que poderia culminar na cassação da prefeita.

“Sentimento de tristeza e impotência. O juiz local sinalizou que iria liberar a sessão de hoje (ontem) em contato com o jurídico da Câmara. Mas, pela manhã, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) manteve a liminar impedindo que o juiz local a revogasse. Quem está certo ou errado neste embate entre as duas instâncias eu não sei, mas quem perde é a Cidade que não terá visto a conclusão com a votação do parecer final fruto de um trabalho exaustivo que começou no ano passado com a investigação da Comissão de Fiscalização da Câmara”, revelou em seu perfil no Facebook, o vereador Edilson Dias (PT), presidente da CP. Ele garante, porém, que o caso não será esquecido. “Outras ações virão à tona, inclusive em relação a outros temas. A luta continua em defesa da população”.
Por telefone, o vereador Ronald Nicolaci Fincatti (Pros), presidente da Câmara, não conseguiu esconder a decepção com o Poder Judiciário local. Nicolaci chegou a lutar diretamente para que a independência do Legislativo fosse preservada. “Infelizmente, o ato de convocação da sessão de abertura do julgamento, considerada irregular pelo Judiciário, foi considerada mais importante que o Escândalo da Merenda, que agora teve que ser arquivado, apesar de todo o maravilhoso trabalho realizado pela Casa. Uma vergonha, um absurdo jurídico”, lamentou.

Julgamento

O julgamento encerrado ontem vinha ocorrendo sob uma guerra jurídica. De um lado, a defesa da prefeita Maria Antonieta de Brito (PMDB), galgada em uma liminar concedida pelo juiz de Guarujá Ricardo Fernandes Pimenta Justo, exigindo a suspensão dos trabalhos. Do outro, a Diretoria Jurídica da Câmara, que vinha mantendo os trabalhos baseada na lisura de todo o rito processual conduzido pela CP e a independência dos poderes, preconizada pelo artigo 2º da Constituição Brasileira.

Ele vinha sendo acompanhada de perto por 12 parlamentares, que se revezavam na leitura das quase seis mil folhas do processo conduzido pela CP. Cinco vereadores não estavam acompanhando pessoalmente a sessão de julgamento: os peemedebistas Luciano Lopes da Silva (Luciano China); Nelson Alves Filho e Luciano de Moraes Rocha (Tody), além de Jaime Ferreira de Lima Filho, o Jaiminho (Pros) e Edmar Lima dos Santos, o Juninho Eroso (PPL).

Prefeita

Por telefone, a prefeita Maria Antonieta disse que o momento é de reflexão e de formação de um pacto entre os poderes e a população no sentido de descobrir o que é necessário para a Cidade. Ela revelou estar triste com o episódio (julgamento), mas ao mesmo tempo com a consciência tranquila em saber que a verdade foi reestabelecida.

“Meu governo sempre teve um compromisso com a qualidade da merenda e certeza que todos os processos de controle foram realizados. Essa Comissão nunca deveria ter sido criada. Mas o bom senso ocorreu e é hora de superarmos as divergências e não antecipar o processo eleitoral. Temos que nos preocupar em recuperar as finanças do Município, que vem acumulando perdas em função da crise”, finalizou.

Fonte: Jornal Diario do Litoral

NEPOTISMO DA IMPROBIDADE, MAS EM GUARUJÁ TUDO PODE!

PREFEITA QUE NOMEOU MARIDO PARA CARGO POLÍTICO É CONDENADA POR NEPOTISMO EM PILAR DO SUL.
POR QUE NO GUARUJÁ, "A TERRA SEM LEI", NÃO ACONTECE ABSOLUTAMENTE NADAAAAAAA?


A Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ)manteve decisão que condenou a prefeita do município de Pilar do Sul (SP) pela prática de nepotismo. Ela nomeou seu marido para ocupar o cargo de secretário de Gabinete, Segurança Pública e Trânsito.

Em 2013, o Ministério Público de São Paulo moveu ação civil pública contra a prefeita por improbidade administrativa. Afirmou que a escolha da prefeita teria sido única e exclusivamente em virtude da relação pessoal com o nomeado. Disse que a prática foi condenada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e fere os princípios da legalidade, moralidade, impessoalidade e eficiência.

Uma liminar afastou o marido da prefeita do cargo. A sentença reconheceu a ilegalidade da nomeação e impôs ao casal as sanções de suspensão de direitos políticos por três anos, pagamento de multa civil e proibição de contratar com o poder público ou receber incentivos fiscais e creditícios pelo prazo de três anos. O Tribunal de Justiça de São Paulo manteve a condenação por improbidade administrativa.

Agentes políticos

No STJ, o ministro Humberto Martins, relator, mencionou que a jurisprudência considera ser “cabível a propositura de ação civil pública que tenha como fundamento a prática de ato de improbidade administrativa, tendo em vista a natureza difusa do interesse tutelado”.

Os ministros discutiram sobre a aplicabilidade da Súmula Vinculante 13 do Supremo Tribunal Federal (STF) – que trata do nepotismo – aos agentes políticos.

Segundo o relator, o STF firmou o entendimento de que as nomeações para cargos políticos não abrangem, em regra, as hipóteses descritas na súmula mencionada e que a configuração do nepotismo deve ser analisada caso a caso para se verificar eventual troca de favores ou fraude a lei (Rcl 7.590/STF).

Humberto Martins esclareceu que os atos de improbidade administrativa descritos no artigo 11 da Lei 8.429/92 dependem da presença do dolo genérico, mas dispensam a demonstração da ocorrência de dano para a administração pública ou de enriquecimento ilícito do agente.

O relator reconheceu que a conduta dos agentes se enquadra no artigo mencionado, “pois atenta contra os princípios da administração pública, em especial a impessoalidade”.

O julgamento ocorreu em 23 de junho e o acórdão foi publicado no dia 30.

Fonte: JusBrasil/Jornal A Tribuna

terça-feira, 21 de julho de 2015

ONDE O DEPUTADO FEDERAL DO GUARUJÁ DISTRIBUIU 100.000 PANFLETOS?

ONDE O DEPUTADO FEDERAL DO GUARUJÁ DISTRIBUIU 100.000 PANFLETOS,INFORMATIVOS, JORNALECOS?
O DEPUTADO DAS SACOLINHAS, PRÉ-CANDIDATO A PREFEITO DO GUARUJÁ, COM ATUAÇÃO PÍFIA COMO VEREADOR, PRESIDENTE DA CÂMARA E AGORA NO CONGRESSO NACIONAL E COM AMPLO APOIO DO JORNALZÃO É CLARO, COM O DINHEIRO DO BRASILEIRO, TUDO É FÁCIL.


DEUS TENHA PIEDADE DOS COFRES PÚBLICOS DO GUARUJÁ, CASO OS ELEITOTÁRIOS ELEJAM PREFEITO O NOSSO DEPUTADO FEDERAL!


MERENDEIRAS NÃO RECEBEM CESTAS BÁSICAS EM GUARUJÁ!

MERENDEIRAS DE GUARUJÁ RECEBEM CESTA-BÁSICA APÓS AMEAÇA DE PROTESTO
SINDICATO HAVIA MARCADO MANIFESTAÇÃO, MAS CANCELOU ATO POR PROMESSA DE PAGAMENTO DO BENEFÍCIO OBRIGATÓRIO POR LEI.


Depois de seis dias de atraso, 140 merendeiras de Guarujá receberam a cesta-básica a que têm direito, no valor de R$ 155, na tarde desta terça-feira (21). O pagamento ocorreu horas após o Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Refeições Coletivas de Cubatão, Baixada e Litoral (Sintercub) chegar para uma manifestação em frente à Prefeitura de Guarujá, pela manhã.

Quando os sindicalistas estacionaram o carro de som para começar a organizar o protesto, um representante da Secretaria de Educação prometeu ao presidente do sindicato, Abenésio Santos, que a empreiteira ERJ Administração de Restaurantes, empregadora das merendeiras terceirizadas, faria o depósito do benefício até o meio-dia.

De acordo com Abenésio, os atrasos de salários e outros benefícios, são constantes em Guarujá. Para discutir o assunto, o sindicato e a empreiteira farão uma reunião com representantes da Prefeitura nesta quarta-feira (22).

“A Prefeitura sabe desses transtornos, pois é sempre alertada pelo sindicato, mas não adota nenhuma providência”, desabafa o sindicalista. “É por isso que marcamos, mais uma vez, o protesto diante do paço. E agiremos assim quantas vezes forem necessárias”.

Resposta

A Secretaria de Educação de Guarujá, por meio da Diretoria Financeira, informou que a empresa confirmou o pagamento às merendeiras ainda nesta manhã. É importante ressaltar que cabe à Municipalidade atuar como intermediária e fiscalizadora sobre esta e outras questões atinentes ao contrato, dialogando com a empresa e o Sindicato da categoria. Desta forma, a cesta básica ou qualquer outro tipo de benefício ou pagamento é uma obrigatoriedade e encargo da empresa contratante das merendeiras.

A pasta conta que soube do ocorrido por volta das 16 horas desta segunda-feira (20), pelo Sindicato. E que, quase uma hora depois – após ter feito contato com a empresa que garantiu o depósito para esta terça-feira (21) – a Prefeitura prontamente informou o Sindicato e as merendeiras, de que a empresa providenciaria o pagamento.

Fonte: A Tribuna Digital

CUSTO DE R$ 45.700,00 DO LANCHINHO DOS VEREADORES É O SONHO DOS BRASILEIROS!

PROGRAMA FOME ZERO NA CÂMARA DE GUARUJÁ, VAI BEM OBRIGADO!
CUSTO DE R$ 45.700,00 DO LANCHINHO DOS VEREADORES, CAFÉ, SUCO, FRIOS, BOLOS E SOBREMESAS, DARIA MUITO INVEJA A MUITOS BRASILEIROS NO PAÍS.


FELIZ DIA DOS AMIGOS!


segunda-feira, 20 de julho de 2015

PREFEITA ANTONIETA, BANDEIRA FEDIDA NA PRAIA DA ENSEADA?

PEIXES APARECEM MORTOS EM POÇA DE ÁGUA COM MAU CHEIRO NA PRAIA DA ENSEADA
SABESP AFIRMA QUE LÍQUIDO NÃO É PROVENIENTE DE ESGOTO; PREFEITURA CITA ASSOREAMENTO.


Peixes apareceram mortos na areia da praia da Enseada, em Guarujá, na altura do Acqua Mundo, nesta segunda-feira (20), preocupando moradores e turistas. Os peixes estavam próximos à água escura e fétida que saía de uma galeria de águas pluviais.

Neste mesmo ponto, no início deste mês, A Tribuna publicou matéria sobre a possibilidade de esgoto estar sendo despejado na areia da praia, o que foi descartado pela Sabesp. Entretanto, na ocasião ainda não havia mortandade de peixes.

O auxiliar de exportação David Girald de Andrade, de 41 anos, afirma que a situação não é incomum. “Moro nas proximidades e vejo peixes mortos de vez em quando por aqui. Costumo trazer minha filha na praia, mas fico com medo dessa água estar contaminada. Isso acaba amedrontando também os turistas

Depois de nova vistoria, a Sabesp afirmou mais uma vez que o resíduo não é proveniente do sistema de esgoto. Já de acordo com a Prefeitura de Guarujá, técnicos da Secretaria de Meio Ambiente (Semam) constataram que a água em frente ao Aquário não é de esgoto e sim da rede pluvial.

"A água ficou empoçada no local pois o assoreamento formou uma espécie de lagoa, o que não permite o rápido escoamento para o mar", disse a Administração Municipal, em nota, ressaltando que a água não leva riscos aos banhistas.

Sobre a mortandade dos animais marinhos, constatada nesta segunda-feira, a Prefeitura disse que, "com o movimento das marés, os peixes foram para lá e não devem ter conseguido sair após o assoreamento". A Secretaria de Meio Ambiente programou a abertura de um canal para facilitar o escoamento de água no local. 

Procurada por A Tribuna, a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) ainda não havia se manifestado até a publicação desta matéria. Um técnico da companhia esteve no local para fazer a vistoria.


Fonte: A Tribuna Digital

RECLAMAÇÕES FEITAS, MAS PROBLEMA NÃO FOI RESOLVIDO EM GUARUJÁ!

SERÁ QUE O VEREADOR TOMARÁ PROVIDENCIAS PARA CARRÃO IMPORTADO DE R$ 90.000,00 ANDAR NO BAIRRO?
FALTA DE REPAROS EM RUA CAUSA RECLAMAÇÕES EM BAIRRO DE GUARUJÁ. TEM VEREADOR QUE VAI SUJAR O CARRÃO IMPORTADO DE LAMA, CASO AINDA ESTEJA MORANDO NO BAIRRO É CLARO!


RECLAMAÇÕES FORAM FEITAS, MAS PROBLEMA NÃO FOI RESOLVIDO. DE ACORDO COM A PREFEITURA, OBRAS DE PAVIMENTAÇÃO SERÃO REALIZADAS.

Em Guarujá, reclama de um caso que ele e outros moradores estão convivendo desde o ano passado. O internauta Eliezer Vicente Santos mandou fotos da situação por meio da plataforma colaborativa VC no G1.

Segundo o morador, a rua está destruída por conta de caminhões de uma empresa, que tem sede no bairro, e passam diariamente no local. “Já fiz várias reclamações junto a empresa e nada foi resolvido. Os táxis não entram na rua com medo de ficarem atolados na lama”, relata o morador.

Fonte: G1/Santos

sábado, 18 de julho de 2015

COLETORES DE LIXO INTERROMPEM TRABALHO EM SÃO VICENTE!

APÓS DEMISSÕES, COLETORES DE LIXO INTERROMPEM TRABALHO EM SÃO VICENTE NO FALIDO GOVERNO BILI!
SEGUNDO SINDICATO, COLETORES SÓ VOLTARÃO AO TRABALHO APÓS A RECONTRATAÇÃO DOS DEMITIDOS


A demissão de 16 funcionários, incluindo oito diretores do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Asseio e Conservação (Sindilimpeza), foi o estopim para os coletores de lixo de São Vicente interromperem as atividades no município. 

Segundo a entidade, que representa os trabalhadores do setor em Cubatão, Praia Grande, São Vicente, Santos, Guarujá e Bertioga, os coletores de São Vicente só voltarão ao trabalho após os demitidos serem recontratados pela Terracom. “Eles alegam apenas que não tem lugar para eles na empresa. Não é uma greve, mas um ato de repúdio. 

A Terracom não fala com o sindicato há quatro meses. Alegam que não reconhece nosso trabalho e querem negociar com a Femaco (Federação dos Trabalhadores em Serviço, Asseio e Conservação Ambiental, Urbana e Áreas Verdes no Estado de São Paulo)”, explica a presidente do Sindilimpeza, Paloma dos Santos. 

O repúdio em São Vicente ocorre por ser o local onde o Sindilimpeza conta com sua maior base. De acordo com Paloma, cerca de 90% dos trabalhadores são filiados ao sindicato. Em Cubatão e Guarujá, a base cai para 50%. As demissões ocorreram em São Vicente (10), Cubatão (2) e Guarujá (4). Ao todo são cerca de 1,4 mil trabalhadores na região.

Procurada por A Tribuna, a Terracom não emitiu nenhuma resposta até o fechamento desta edição.


Fonte: A Tribuna Digital

QUANTO CUSTA O QUILO DA MELANCIA PREFEITA MARIA ANTONIETA?

O CASO DAS MELANCIAS, SERÁ QUE A POLÍCIA FEDERAL CONSEGUIRA EXPLICAR?
PREFEITA DE GUARUJÁ ATOLADA EM DENUNCIAS DA MERENDA ESCOLAR DECLARA NA TELEVISÃO QUE O ALTO VALOR DA MELANCIA É A SAZONALIDADE E QUE ELA NÃO PODE REGULAR O MERCADO. QUEM ACREDITA NA PREFEITA MARIA ANTONIETA DE BRITO (PMDB)?


A CPI da Melancia caminha á passos largos, para o desespero do Governo Maria Antonieta de Brito (PMDB), atolado em denuncias de corrupção.

A prefeita com a velha carinha de santa, vem aos telejornais falar de sazonalidade na cultura da Melancia num país tropical como o Brasil. Vamos falar um pouco sobre a Melancia.

Por ser uma planta rasteira, anual e de ciclo rápido, do tempo da plantio à colheita são apenas de 85 a 105 dias, o cultivo da melancieira dentro da ciência agronômica é colocado na Olericultura e não Fruticultura. Olericultura e Fruticultura são duas subdivisões da grande ciência da Horticultura, a primeira é a técnica e o estudo do cultivo das hortaliças e a segunda das frutas produzidas em plantas perenes ou de ciclo maior que anual. Mas no mercado, por causa do sabor doce e do tipo de consumo o fruta da melancieira, a melancia, é considerado uma fruta, o mesmo ocorre com o melão e o morango.

A polpa da melancia possui um alto conteúdo de água, superior a 90%. Mais de metade da sua parte sólida é constituída por carboidratos simples, de gosto doce, sendo também muito rica em potássio. Estas características tornam a melancia refrescante e hidratante e por isto o seu consumo é muito mais atraente e estimulado nas épocas quentes quando as pessoas sentem maior necessidade de hidratação para repor o líquido perdido pela transpiração e pela maior atividade física. É muito bom saborear uma melancia gelada num dia calorento.

Sendo assim, nas meses ou período mais quente a consumo e consequentemente a demanda são muito maiores e os dados de duas CEASAs brasileiras, São Paulo (CEAGESP) e CEASA Ceará, confirmam isto. São Paulo está situada muito próximo ao Trópico de Capricórnio e o seu clima é do tipo subtropical, com uma boa diferença nas temperaturas médias ao longo do ano. O período final da primavera, o verão e o início do outono costumam registrar altas temperaturas e o inverno é relativamente ameno, mas entrecortado por ondas de frios mais rigorosas. Fortaleza que fica próxima à linha do Equador registra altas temperaturas durante o ano todo com pouquíssima variação ao longo dos meses. É fácil trabalharas informações das duas CEASAs porque ambas disponibilizam seus dados de comercialização no PROHORT (Programa de Modernização do Mercado Hortigranjeiro) da CONAB (Companhia Nacional de Abastecimento).

Na CEAGESP de São Paulo a melancia é o sexto produto em volume de comercialização (117 mil toneladas em 2012), e o décimo sétimo em volume financeiro - 117 milhões de reais. A Tabela 1 mostra a evolução da melancia na CEAGESP de 2009 a 2012. 

O gráfico da Figuras 1 exibe a relação de sazonalidade versus preços para o CEASA. Não há uma relação muita clara entre volume de comercialização e preço de venda. A formação de preços não acontece pelo relação de simples oferta e demanda - a variação da oferta não é capaz de explicar a variação do preço. O valor total da venda, melhor indicador do volume de negócios, mostra na CEAGESP uma relação quase perfeita com a temperatura média.

Certamente com um preço médio entre R$ 0,10 à 1,20 Kg da melancia, fica muito dificil à Prefeita de Guarujá explicar o alto valor pago pela prefeitura. Será que o Mestre Gepeto explica Prefeita????