sexta-feira, 25 de julho de 2014

0,5% NÃO COBRE A INFLAÇÃO E MOSTRA O DESCASO DA PREFEITURA.

GREVE DOS PROFESSORES: 0,5% NÃO COBRE A INFLAÇÃO E MOSTRA O DESCASO DA PREFEITURA DO GUARUJÁ
O DESCONTENTAMENTO DA CATEGORIA SE DÁ PORQUE O ABONO NÃO INCORPORA AOS SALÁRIOS, NÃO INCIDE SOBRE OS DIREITOS TRABALHISTAS COMO FÉRIAS OU 13º SALÁRIO, ALÉM DE SER UM BENEFÍCIO INSTÁVEL, POIS PODERÁ SER SUSPENSO A QUALQUER MOMENTO.


Na última sexta-feira (18), o Sindicato dos Professores em Escola Públicas Municipais de Guarujá, Bertioga, São Sebastião, Ilhabela, Caraguatatuba e Ubatuba (Siproem), entidade filiada à União Geral dos Trabalhadores (UGT) entrou em greve, por tempo indeterminado, visando evitar que o projeto de lei apresentado pela prefeitura do Guarujá, que prevê a correção das tabelas de remuneração do funcionalismo, seja votado.

Na proposta da prefeitura, o reajuste para os professores representa 0,5% para o PBI; 1,0% PBII e 2,5% PBIII, o que é muito abaixo dos 8% exigidos pela categoria, que correspondem ao reajuste da inflação, baseado no IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), mais ganho real.

Segundo a professora Joanice Gonçalves (Nice), presidente do Siproem, a prefeitura vinha mantendo diálogo com o Sindicato para a elaboração do projeto, mas diante da rejeição da categoria em relação ao percentual apresentado, o texto foi mandado para votação na Câmara mesmo com a rejeição unânime dos professores.

Ontem de manhã, cerca de 800 educadores fizeram assembleia em frente ao Paço Municipal e foram recebidos por vereadores que afirmaram que irão votar a proposta, para não atrapalhar o restante do funcionalismo, por conta da proposta de correção das tabelas salariais dos servidores do município (PLC 007/2014) e de reajuste anual (PL 076/2014), mas, quanto ao abono oferecido pelo Executivo aos professores, na semana passada, este não será apreciado, em razão da rejeição da proposta por parte dos servidores.

O descontentamento da categoria se dá porque o abono não incorpora aos salários, não incide sobre os direitos trabalhistas como férias ou 13º salário, além de ser um benefício instável, pois poderá ser suspenso a qualquer momento, isso é um descaso para com a categoria.
Na rede pública do Guarujá, 1.800 professores trabalham nas 26 escolas da região, tendo sete fechadas completamente e 19 atendendo parcialmente.

Fonte: Imprensa/UGT

MINISTÉRIO PÚBLICO, ONDE ESTÃO OS MÉDICOS DO GUARUJÁ?

SERÁ QUE PAGANDO R$ 56.666,66 POR DIA VÃO APARECER MÉDICOS NAS UPAS?
UM DOS EXEMPLOS É A UPA DA ENSEADA, DENUNCIADA PELO VEREADOR LUCIANO CHINA DO PMDB!


ONDE ESTÃO OS MÉDICOS VEREADOR?


GOVERNO MARIA DE BRITO: "QUEM CONHECE, NÃO CONFIA!"

quinta-feira, 24 de julho de 2014

GUARUJÁ DE PERNAS PARA O AR!


PROFESSORES DE GUARUJÁ FAZEM PASSEATA.

DE BRAÇOS CRUZADOS, PROFESSORES DE GUARUJÁ FAZEM PASSEATA.
DESDE A ÚLTIMA SEXTA-FEIRA, OS PROFISSIONAIS ESTÃO DE BRAÇOS CRUZADOS EM PROTESTO AO REAJUSTE SALARIAL ANUAL DE 0,5% OFERECIDO PELA PREFEITURA.


Cerca de 800 professores da rede pública de ensino de Guarujá foram às ruas nesta quinta-feira, em duas passeatas organizadas pelo Sindicato dos Professores em Escolas Municipais (Siproem). O objetivo da categoria foi o de lutar por reconhecimento e explicar à população o motivo da greve.

Desde a última sexta-feira, os profissionais estão de braços cruzados em protesto ao reajuste salarial anual de 0,5% oferecido pela Prefeitura. O projeto, inclusive, já foi apreciado pelos vereadores, na Câmara Municipal, de forma favorável aos trabalhadores, já que o aumento de meio por cento teve duas emendas modificadas.

A primeira, suprimiu o termo “revisão anual” do texto, deixando aberta a possibilidade de concessão de mais um reajuste, A segunda, estabeleceu que “o reajuste anual a ser estipulado a todas as categorias será objeto de lei específica posterior a ser apresentada pelo Executivo”,

“Nós queremos voltar a dar aula. Nenhum professor quer estar debaixo de sol e chuva para lutar pelo seu salário. Queremos estar nas escolas cumprindo nosso ano letivo, bem como ter  reconhecimento. Afinal, 0,5% de aumento é algo humilhante”, diz Joanice Gonçalves Santos Baptista, presidente da categoria.

No começo da campanha salarial os professores definiram 8% de reajuste como a reivindicação . “Todas as vezes que deliberamos um aumento, pensamos que pode haver uma negociação e já deixamos uma margem para isso, mas a Prefeitura insistiu na proposta de 0,5%”.

Segundo Joanice, nesta sexta-feira pela manha haverá uma reunião com representantes da  Central Sindical em frente ao Paço Municipal para deliberar o que será feito na próxima semana, caso a Prefeitura não abra nova  negociação.

“À  tarde (às 14 horas, em frente à Prefeitura)  faremos nova concentração e  passeata rumo à casa do educador. O objetivo é o mesmo: demonstrar insatisfação e explicar os motivos de greve à população”.

Resposta

Em nota, a Prefeitura diz avaliar  as alterações do projeto encaminhado pela Câmara, na última quarta-feira. “Vale ressaltar que a folha de pagamento deste mês ainda não trará os reajustes, uma vez que o projeto foi alterado”.

A Administração Municipal informa, ainda, que  78% dos professores não compareceram as unidades escolares, ontem.  Percentual menor que o de quarta-feira  onde 85,5% estavam em greve. A reposição das aulas só será definida após o término desta negociação.

Fonte: A Tribuna Digital

APRESENTADOR IRRITADO COM O COMUNICADO CALA A BOCA DA PREFEITURA DE GUARUJÁ!

CUMI QI É? COMUNICADO CALA A BOCA? EXPRICA AI PRA NÓIS, PREFEITA ANTONIETA....
APRESENTADOR DO BALANÇO GERAL NA REDE RECORD SE INDIGNA COM O COMUNICADO OFICIAL DA PREFEITURA DE GUARUJÁ E SOLTA O VERBO E AINDA DECLARA AOS PROFESSORES #TamoJuntosProfessores



GOVERNO MARIA DE BRITO DO PMDB: "NINGUÉM CONFIA MESMO HUAHAUHAUAHU!"

MARIA DE BRITO, A NOSSA RAINHA DA BURACOLÂNDIA!

MARIA ANTONIETA DE BRITO, NOSSA RAINHA DA BURACOLÂNDIA E O SEU VIZIR DUINO VERRI FERNANDES!
COM UM CLIENTELISMO CLARO E ULULANTE, APENAS A TERRACOM FAZENDO PAVIMENTAÇÃO, FICA A PERGUNTA: - POR QUE TANTAS CRATERAS, POUCAS MELHORIAS. ONDE ESTÁ O DINHEIRO PARA MELHORAR A NOSSA CIDADE PREFEITA?


GOVERNO MARIA DE BRITO: "QUEM CONHECE, NÃO CONFIA, NEM OS TATUS!

PROFESSORES FAZEM PASSEATA PELA CIDADE E CANTAM!

PREFEITA ANTONIETA, ESTÁ FICANDO MUITO FEIO....
APÓS A PUBLICAÇÃO NO DIÁRIO OFICIAL, PANFLETAGEM NA CIDADE E ANUNCIO NO HORÁRIO NOBRE NA REDE GLOBO, PARECE QUE O VELHO APELIDO DA PREFEITA VAI PEGAR MESMO. VAMOS CANTAR COM OS NOSSOS GLORIOSOS PROFESSORES, RESPONSÁVEIS PELO FUTURO DOS NOSSOS FILHOS E AS CRIANÇAS DESTE PAÍS:

Antonieta, cadê você...
Eu aqui pra receber...
Esse salário de ar$4.000,00...
Na minha conta não caiu....
0,5% não vou aceitar...
O professor na rua vai continuar....
Antonieta a culpa é sua....
Enquanto não nos valorizar, a greve não vai parar....
Meio por cento não dá....



GOVERNO MARIA DE BRITO: "QUEM CONHECE NÃO CONFIA, NÃO É MESMO MESTRE GEPETO?

SEM CORREÇÃO DA INFLAÇÃO, GREVE DOS PROFESSORES CONTINUA.


quarta-feira, 23 de julho de 2014

IML DO GUARUJÁ ESTÁ SOBRECARREGADO DE CADÁVERES.

INTERDIÇÃO SOBRECARREGA IML DE GUARUJÁ
EQUIPAMENTO DA CIDADE RECEBEU 10 CADÁVERES ALÉM DA MÉDIA DIÁRIA


A interdição do Instituto Médico Legal (IML) de Santos já reflete nos serviços do IML de Guarujá. Desde a última sexta-feira, o equipamento de Guarujá recebeu 10 cadáveres dos municípios além de sua jurisdição. Uma única geladeira, com capacidade para a conservação de 12 corpos, dá o suporte para os serviços.

Atualmente, o IML de Guarujá é o equipamento responsável pelas necropsias e laudos cadavéricos de todas as cidades da Baixada Santista e Itariri, no Vale do Ribeira. Isso porque o IML de Santos foi interditado pela Vigilância Sanitária do Município na última sexta-feira, que alegou condições insatisfatórias de saúde pública e saúde do trabalhador verificadas no local. O equipamento de Praia Grande está fechado desde o final do ano passado.

O efeito cascata recaiu sobre Guarujá, que atendia somente a demanda local e de Bertioga. Fonte da Polícia Civil ouvida pelo Diário do Litoral relata que a situação no IML do Município deve ficar crítica.

Segundo este servidor, que pediu para manter sua identidade preservada, o IML de Guarujá recebeu 10 cadáveres desde que ocorreu a interdição em Santos. Esse número é somado à média diária de três cadáveres que o equipamento já recebe habitualmente.

Para tudo isso, uma única geladeira, com capacidade para 12 corpos, está disponível no local. A sorte, segundo a fonte ouvida pelo DL, é que, no último final de semana, nove dos 10 cadáveres excedentes foram retirados pelas famílias no mesmo dia do óbito. Apenas um permanece em conservação no equipamento.

Interdição

O IML de Santos foi interditado um dia após matéria publicada no Diário do Litoral mostrando as condições do equipamento. Na quinta-feira passada, dia 17, a Reportagem esteve no local e comprovou a denúncia do presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado de São Paulo na Região de Santos (Sinpolsan), Walter de Oliveira Santos.

Os corpos estavam guardados sem resfriamento no local, porque a única geladeira do equipamento tinha espaço para apenas 14 cadáveres. Desde o fechamento do IML de Praia Grande, o IML de Santos vinha recebendo até nove corpos por dia. Antes, a média era de três.

Com a demanda triplicada, os funcionários do equipamento estavam trabalhando em condições insalubres, já que os corpos estavam ocupando diversas salas do IML, entre elas uma área ao lado da recepção do equipamento, sem qualquer tipo de resfriamento.

SSP

A Superintendência da Polícia Técnico Científica, ligada à Secretaria de Segurança Pública do Estado (SPP), informou que a Prefeitura de Santos iniciou ontem os primeiros reparos no IML local. A expectativa é de que o posto volte a funcionar até a próxima sexta-feira, dia 25, para o atendimento de exames de corpo de delito e sexologia. Os exames necroscópicos somente serão retomados após a liberação da Vigilância Sanitária municipal.

O órgão ressalta que, enquanto todo o serviço está concentrado no IML de Guarujá, é enviada à unidade uma equipe auxiliar composta de um médico legista, um auxiliar de necropsia e um atendente de necrotério para ajudar nas perícias locais todos os dias.

A possibilidade de locação de contêineres refrigerados, que dariam suporte para armazenar cadáveres, está sendo reavaliada pela superintendência, “uma vez que será instalada uma câmara frigorífica, já durante estas obras da Prefeitura (de Santos)”, ressalta o órgão em nota.

Sobre o IML de Praia Grande, o órgão esclarece que o processo licitatório para a contratação da empresa que realizará reforma está em andamento.

Fonte: Diário do Litoral

DESPESAS IMPRÓPRIAS PREFEITA?

QUEM LEMBRA DA HISTÓRINHA DAS CONTAS APROVADAS DA PREFEITA?
POIS É, PARECE QUE A NOSSA PREFEITA DA MORALIDADE NÃO TEVE AS CONTAS ANUAIS APROVADAS COM LOUVOR PELO TRIBUNAL DE CONTAS. DESPESAS IMPRÓPRIAS PREFEITA? O QUE É ISSO TORCIDA BRASILEIRA?


GUARUJÁ RECORRE AO ESTADO PARA SOLUCIONAR IMPASSE DE NOVO ACESSO.

DEPOIS DA LAMBANÇA, O NEGÓCIO É CULPAR O GOVERNO DO ESTADO!
GUARUJÁ RECORRE AO ESTADO PARA SOLUCIONAR IMPASSE DE NOVO ACESSO.


Uma reunião marcada para a manhã desta quinta-feira entre a Prefeitura de Guarujá e o Governo do Estado poderá solucionar o impasse para a abertura ao tráfego de veículos no novo acesso à Margem Esquerda do Porto de Santos. A via, que deverá ser entregue até a primeira quinzena de agosto, ainda não teve a interligação com Rodovia Cônego Domênico Rangoni autorizada, por conta da falta de uma pista de desaceleração, não prevista no orçamento original da obra.

O encontro estava marcado para às 10 horas, na Secretaria de Transportes e Logística do Estado. Além da pasta, estarão representantes da Agência Reguladora de Serviços Delegados de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp) e dos terminais desta região do Porto - uma vez que as empresas foram responsáveis pela realização da nova via, que desafogará em até 25% o fluxo de caminhões da Rua Idalino Pinês (Rua do Adubo), atualmente o único acesso ao cais, em Guarujá.

A expectativa da Prefeitura é de que o Estado possa projetar e construir a pista de desaceleração, que, segundo a Artesp, deverá ser feita na Domênico Rangoni. Ela deverá ter, pelo menos, um quilômetro de extensão e seis metros de largura. De acordo com a agência reguladora, trata-se de um equipamento obrigatório, previsto em regulamento, que visa garantir a segurança dos veículos, ciclistas, pedestres e das empresas nas proximidades do novo acesso.

A reunião foi marcada um dia após A Tribuna ter noticiado o problema, que pode comprometer o escoamento da próxima safra agrícola. Isto porque os caminhões de grãos serão os principais veículos que utilizarão a via alternativa. Por isso, o acesso foi construído nos últimos três meses, ao custo de R$ 1,5 milhão pela iniciativa privada, para evitar que novas filas congestionassem as vias urbanas e estaduais de acesso ao Porto de Santos.

Negociação

“O Estado, construindo a pista de desaceleração, fará valer a promessa feita, no ano passado”, lembra o vice-prefeito Duíno Verri Fernandes, que também é secretário de Infraestrutura e Obras de Guarujá. Ele refere-se ao comprometimento feito pelo secretário Saulo de Castro, então chefe da pasta de Transportes do Estado, de que realizaria o acesso provisório, em meio ao caos viário. Os terminais, no entanto, assumiram a obra, priorizando agilidade.

Em 7 de março, a Artesp disse aos responsáveis pela obra, coordenada pela Associação Comercial de Guarujá e representantes dos terminais da Margem Esquerda, que o projeto inicialmente apresentado havia sido aprovado, com a ressalva de que seria preciso construir a pista de desaceleração.

“Se o Estado não fizer, teremos que recorrer ao Governo Federal”, afirma o vice-presidente da instituição, Jairo Francisco Nobre.

Na última segunda-feira, a Secretaria de Transportes e Artesp afirmaram para A Tribuna que seria possível oferecer o projeto para a faixa, sem garantir que realizariam a obra. A agência afirmou, em nota, que sugeriu a eliminação de pista uma de rolamento da via, para assim reduzir custo, permitindo a realização da pista a rodovia (cujo valor seria superior a do novo acesso).

Fonte: A Tribuna Digital

TRABALHADORES DENUNCIAM A TERRACOM E NADA VAI MUDAR!


PREFEITA, SUA PROPAGANDA NÃO ILUDE MAIS O POVO!

PREFEITA ANTONIETA, SUA PROPAGANDA NÃO ILUDE MAIS NINGUÉM!
A POPULAÇÃO ESTÁ ATENTA, MESMO COM MILHARES DE REAIS GASTOS EM PROPAGANDA. A POPULAÇÃO ESTÁ ATENTA INCOMPETENTES.


GOVERNO MARIA DE BRITO: "QUEM CONHECE, NÃO CONFIA!"

UM MOMENTO HISTÓRICO NO GUARUJÁ!


MOMENTO HISTÓRICO NO GUARUJÁ!
por Solange Rua da Silva - Facebook

Hoje, testemunhei e participei de um momento histórico na cidade do Guarujá.

Nós professores, fomos à Câmara Municipal do Guarujá para evitar a votação de um projeto inaceitável: correção da tabela e reajuste de 0,5%, e que se tornou motivo de desavença entre as categorias. Conseguimos o apoio de todos os vereadores, TODOS MESMO, que decidiram votar, aprovando a correção da tabela, mas não o reajuste! Questão, como coloquei acima: estava dividindo as classes trabalhistas.

A Guarda Municipal, uma dessas categorias, que chegou à Câmara hostilizando os professores e querendo que os vereadores votassem o projeto, já que a promessa de correção das tabelas se estendia por mais de um ano e meio, depois de muitas agressões verbais(claro que sempre há exceções) contra os professores, ao final uniram-se a nós num só grito: 'O servidor unido jamais será vencido!' Já não era mais professor X guarda municipal ou qualquer outra categoria, tornamo-nos um só. Foi um momento emocionante, pois nós professores lavamos a alma, já que estávamos sendo apontados como vilões, e finalmente passávamos a ser compreendidos.

Os vereadores ficaram ainda mais convictos de sua decisão, de não votar o projeto como estava: tabela mais reajuste(0,5%), após telefonema da nossa prefeita, que em tom ameaçador lhes disse que se não votassem o projeto, ela nem teria o trabalho de olhar a 'folha'. O vereador disse ao microfone, para nós que ocupávamos todo o plenário, que foi uma ameaça velada... Não foi velada não, foi bem direta e claríssima!

Então, é essa a nossa prefeita, que de forma autoritária, arbitrária, ameaça os vereadores e tem ameaçado a nós professores. Os vereadores, por unanimidade, votaram apenas a correção das tabelas e irão abrir discussão para o índice de reajuste, a partir de amanhã. E deixaram mais do que claro, falando abertamente sobre a conduta ditatorial da prefeita, que eles não mais aprovarão, ou se intimidarão, com tal comportamento.

Eles também destacaram o momento como histórico, em que a força da união do povo foi decisiva para a convicção de seus votos. Foi curioso ver a oposição e a situação lado a lado, numa só voz. À parte todos os possíveis interesses políticos envolvidos, o que venceu foi a vontade do POVO!

Vale também destacar um momento em que um dos vereadores lê um discurso da nossa prefeita, quando ainda era vereadora, em que ela defende fervorosamente um aumento decente para os servidores. Que só com uma boa remuneração conseguiríamos profissionais de qualidade; que os salários estavam defasados e 'correção das tabelas' era algo que não se discutia, Se FAZIA. Dizendo ainda que só... 7% de aumento era um absurdo! Que o aumento deveria ser muito maior!... Isso, naquela época. Agora, 2014, nós professores estamos pedindo 8%, que nada mais é que o índice da inflação. Nem dá para considerar aumento, pois nem é, apenas evita o achatamento do nosso salário. Onde foi parar todo esse idealismo, esse discurso em favor do trabalhador, toda essa disposição para caminhar ao lado dos direitos do povo, defendendo seus interesses? Se perdeu na poeira da síndrome do poder?

Ainda na câmara, ficamos sabendo que panfletos eram distribuídos à população, caluniando os professores e tentando acabar com a legitimidade da greve. Então, agora será a nossa vez de panfletar, explicando à população exatamente quem são os vilões desta triste história; esclarecendo reportagens tendenciosas, desfazendo calúnias sobre o nosso real salário, desmascarando a prefeita e aqueles que a apoiam, como o chefe de gabinete que se prestou a um papel ridículo, fazendo pressão psicológica em cima da categoria. "Professor" Cândido... agora SÃO 83% DE PROFESSORES parados. Que tal? Agora a insatisfação ficou mais clara?! Se considerarmos o caso daqueles professores que só não estão parados por não terem estabilidade, mas apoiam a greve, subimos o número para 93%!!!

Fazia tempo que não sentia orgulho em ser professora, orgulho da minha classe, orgulho da força do povo, que quando se une em direção a um objetivo comum torna-se imbatível!

Estou cansada, já que desde segunda feira saio de casa às 6 e volta às 17(certamente dar aula é menos cansativo e mais prazeroso) mas o cansaço é só físico, pois a alma está jubilosa!

Claro que ainda temos que esperar a palavra da nossa excelentíssima prefeita, mas já temos a união das categorias, o apoio de TODOS os vereadores, e uma adesão incrível de professores.

A greve continua, pois ainda temos uma longa jornada. Não podemos retroceder agora.

terça-feira, 22 de julho de 2014

GOVERNO DA PROFESSORA MARIA ANTONIETA INSTALA O CAOS A EDUCAÇÃO DE GUARUJÁ!

PROFESSORES DE GUARUJÁ IRÃO NEGOCIAR NOVO REAJUSTE SALARIAL APÓS SESSÃO.
VEREADORES NÃO VOTARAM NA PROPOSTA DE REAJUSTE SALARIAL DE 0,5%. PROFESSORES DA REDE PÚBLICA DA CIDADE ESTÃO EM GREVE DESDE SEXTA-FEIRA.



GOVERNO MARIA DE BRITO: "PROFESSOR QUE CONHECE, NÃO CONFIA!"

SOCORRO MINISTÉRIO PÚBLICO, PELO AMOR DE DEUS!!!!!


QUEM PAGOU OS PANFLETOS CONTRA OS PROFESSORES?

MINISTÉRIO PÚBLICO,EXISTE UMA PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR NAS RUAS DE GUARUJÁ E NO DISTRITO DE VICENTE DE CARVALHO:
QUAL FOI A VERBA “EXCEDENTE” DA EDUCAÇÃO QUE PAGOU A PANFLETAGEM PRÓ-GOVERNO CONTRA OS PROFESSORES DE GUARUJÁ: SERÁ O CONTRAFILÉ QUE VIROU COXÃO MOLE? SERÁ A COMPRA DA ESCOLA FANTASMA? SERÃO OS UNIFORMES QUE NUNCA CHEGAM À REDE PÚBLICA? SERÃO OS KITS ESCOLARES COM MOCHILAS ESPACIAIS? SERÁ O CONTRATO DAS LOUSAS ESCOLARES OU O CONTRATO DE MANUTENÇÃO? SERIA TALVEZ O CONTRATO DA PLANETA EDUCAÇÃO E OS SEMINÁRIOS COM AS MAÇAS PASSADAS E O ALGUM PÃOZINHO AMANHECIDO??


POIS É, PAPEL E TINTA CUSTA DINHEIRO E PIOR, PAPEL ACEITA TUDO, PRINCIPALMENTE A REALIDADE MAQUIADA!

CÂMARA APROVA CUIDADOR NAS ESCOLAS PARA ALUNOS COM DEFICIÊNCIA.

CÂMARA APROVA CUIDADOR NAS ESCOLAS PARA ALUNOS COM DEFICIÊNCIA
COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA (CCJ) APROVOU NESTA QUARTA-FEIRA (12), EM CARÁTER CONCLUSIVO, PROPOSTA QUE OBRIGA AS ESCOLAS REGULARES A OFERECEREM CUIDADOR ESPECÍFICO PARA ALUNOS COM DEFICIÊNCIA.


A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou nesta quarta-feira (12), em caráter conclusivo, proposta que obriga as escolas regulares a oferecerem cuidador específico para alunos com deficiência, se for verificado que eles precisam de atendimento individualizado. A iniciativa está prevista no Projeto de Lei 8014/10, do deputado Eduardo Barbosa (PSDB-MG).

Fátima Bezerra votou pela aprovação das mudanças feitas pela Comissão de Educação.

A relatora, deputada Fátima Bezerra (PT-RN), defendeu a constitucionalidade do texto, com a inclusão das emendas da Comissão de Educação. Essas emendas substituem, no projeto, a expressão “portador de necessidades especiais” por “pessoa com deficiência”, em atenção ao recomendado pela Convenção sobre o Direito das Pessoas com Deficiência.

A matéria seguirá agora para análise do Senado, exceto se houver recurso para que passe antes pelo Plenário da Câmara.

Educação inclusiva
A legislação brasileira incentiva a inclusão dos estudantes com deficiência no ensino regular, deixando o ensino especial para aqueles com características específicas. Por isso, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (9.394/96) prevê o serviço de apoio especializado aos alunos com deficiência matriculados nos colégios regulares. A proposta aprovada inclui explicitamente o cuidador como parte desse suporte, desde que necessário.

Fonte:Agência Câmara Noticias

...E A PROFESSORA PERDEU O TITULO E A MASCARA CAIU NOVAMENTE!


NOVAS REGRAS PERMITEM A EMANCIPAÇÃO DE VÁRIOS DISTRITOS!

NOVAS REGRAS PERMITEM SÓ 107 MUNICÍPIOS CRIADOS NO PAÍS.
ENTRE OS 107 DISTRITOS, SEIS TÊM POPULAÇÃO IGUAL OU SUPERIOR AO RESTANTE DO MUNICÍPIO OU SEJA, MAIS CHANCES DE TER O PEDIDO APROVADO EM CONSULTA PÚBLICA. O MAIOR DELES É VICENTE DE CARVALHO, DISTRITO DE GUARUJÁ (SP).


À espera de votação no Congresso, o novo projeto que estabelece regras e permite a criação de novos municípios no país restringe a 107 distritos as condições para ao menos iniciar um processo de emancipação. Esse cenário a partir do cruzamento de dados do IBGE, indica como a regra atualmente em discussão é mais restritiva do que a aprovada no Congresso no ano passado. Segundo o projeto anterior, vetado pela presidente Dilma Rousseff sob o argumento de que haveria aumento de despesas, 269 distritos se enquadravam na regra sobre população mínima para iniciar o processo de emancipação.

Com a reformulação da proposta no Congresso, a população mínima exigida passou de 8.400 para 12 mil habitantes no Nordeste. No Sul e Sudeste, o mínimo passou de 12 mil para 20 mil. Para Norte e Centro-oeste, a exigência é de 6.000 habitantes. O levantamento que identificou esses 107 distritos não considera as capitais e respectivas regiões metropolitanas, onde há poucos pedidos de emancipação.

Entre os 107 distritos, seis têm população igual ou superior ao restante do município ou seja, mais chances de ter o pedido aprovado em consulta pública. O maior deles é Vicente de Carvalho, distrito de Guarujá (SP). Entre os distritos que ficaram de fora da lista com a nova regra está Taboquinhas, em Itacaré (BA), com 10 mil habitantes. Agora, o grupo pró-emancipação diz que vai esperar a nova contagem populacional para refazer o pedido de separação da cidade-sede, a 30 km de distância.

Interesse eleitoral

Para Paulo Ziulkoski, da Confederação Nacional dos Municípios, o novo projeto foi uma "resposta equivocada" e voltou à tona apenas por interesse eleitoral. "Há regiões no Brasil em que se deveria criar municípios, como o Norte e Centro-oeste", afirma. Favorável à emancipação, o professor da Unicamp Edison Favero elenca como benefícios a melhora na distribuição de renda e autonomia administrativa. E nega forte aumento nos gastos. Segundo ele, isso só ocorre porque algumas cidades-sede perdem território e população, mas não reduzem o número de funcionários públicos.

Fonte: Capital News

segunda-feira, 21 de julho de 2014

OS MESTRES DO SABER ESTÃO FAZENDO GREVE PELO TER...

CERCA DE 100 ATIVISTAS E ESPECIALISTAS SOBRE A DOENÇA ESTAVAM NO AVIÃO DA MALAYSIA AIRLINES.

"A CURA DA AIDS PODERIA ESTAR NAQUELE AVIÃO"
CERCA DE 100 ATIVISTAS E ESPECIALISTAS SOBRE A DOENÇA ESTAVAM NO AVIÃO DA MALAYSIA AIRLINES QUE CAIU NA UCRÂNIA - INCLUINDO UM DOS MAIS RENOMADOS CIENTISTAS NO CAMPO.


A queda do avião da Malaysia Airlines ocorrida nesta quinta-feira, 17, reservou tristes notícias para o mundo da ciência. No voo, estavam cerca de 100 cientistas e ativistas a caminho da Conferência Internacional sobre a Aids, prevista para começar neste domingo (20) na Austrália.

Dentre os mortos, estava o holandês Joep Lange, de 60 anos, reconhecido como um dos maiores especialistas sobre a doença no mundo. O cientista dedicou cerca de 30 anos da sua vida às pesquisas sobre o vírus HIV e à Aids. Ele ficou mundialmente conhecido por defender a diminuição dos custos do tratamento para os países mais pobres. Em anuncio, um professor da Universidade South Wales que havia trabalhado com Lange disse: “Joep tinha um compromisso absoluto com os tratamentos contra o HIV na Ásia e na África”.

Ex-presidente da Sociedade Internacional da Aids (IAS), o cientista estava trabalhando como professor de medicina na Universidade de Amsterdã e era diretor do Instituto de Amsterdã para a Saúde Global e o Desenvolvimento. Em declaração, o atual presidente da IAS falou: “O movimento HIV/Aids perdeu um gigante”.

Pioneiro nas terapias mais acessivas da doença, Lange estava voando para Kuala Lumpur, onde encontraria sua mulher para um voo de conexão à Austrália. Junto dele, estavam cerca de 100 pessoas que seguiam em direção à conferência. Em entrevista a uma rede australiana, Trevor Stratton, um consultor sobre a doença, disse: “A cura da Aids poderia estar a bordo daquele avião, simplesmente não sabemos”.

Fonte: Revista Galileu On-Line

CORRE NA BOCA DO POVO: DUINO NUNCA MAIS!!!!

"...DO MORRO DO MONDUBA À PRAINHA BRANCA CORRE NA BOCA DO POVO: DUINO NUNCA MAIS!!!!'
A POPULAÇÃO SABE QUE O INVESTIMENTO É DO GOVERNO DO ESTADO. ESSA DUPLA ANTONIETA-DUINO É UM TORNADO DE INCOMPETÊNCIA QUE PASSOU EM GUARUJÁ E DESTRUIU TUDO NOS ÚLTIMOS CINCO ANOS, PRINCIPALMENTE A ESPERANÇA DO POVO NA "CORAGEM PARA MUDAR!"


GOVERNO MARIA DE BRITO: "QUEM CONHECE, NÃO CONFIA!"

CAMPANHA NA WEB BUSCA AJUDA PARA CRIANÇA COM DOENÇA RARA NOS OLHOS.

VAMOS AJUDAR A MENINA, BURGUESADA?
CAMPANHA NA WEB BUSCA AJUDA PARA CRIANÇA COM DOENÇA RARA NOS OLHOS. VAMOS TODOS AJUDAR A MENINA ESTEPHANNY!


ESTEPHANNY SOFRE DE GLAUCOMA CONGÊNITO RARO E PODE FICAR TOTALMENTE CEGA. CRIANÇA DE 3 ANOS PRECISA FAZER CIRURGIA, QUE PODE CUSTAR R$ 15 MIL.

Uma menina de apenas três anos, moradora de Guarujá, luta contra o tempo para não perder completamente a visão. Estephanny Caroline Barbosa Brito foi diagnosticada com um glaucoma congênito raro, que se não for curado a tempo pode fazer com que ela fique cega em poucos meses. Para tentar evitar o pior, a família da garota começou a utilizar as redes sociais para divulgar a situação de Estephanny e arrecadar os cerca de R$ 15 mil necessários para uma cirurgia que ela precisa enfrentar.

Na busca por uma solução para a doença da filha, a sua mãe, a dona de casa, Caroline Suely Brito, de 22 anos, criou uma página nas redes sociais intitulada ‘Ajude a Estephanny’, visando sensibilizar a população para ajudar a arrecadar o valor necessário, a princípio, para a primeira intervenção cirúrgica. Depois, foi descoberta a necessidade de uma outra operação. “A doença dela é rara e se não for tratada, acompanhada por profissionais, pode levar a cegueira. A minha filha não enxerga em um dos olhos e tem um baixo percentual de visão no outro. Se a cirurgia não for realizada logo, ela pode perder o pouco que ganhou e ficar cega”, explica.


A mãe da criança conta que o drama teve início logo nos primeiros dias de vida da menina. Mas, depois de acompanhamento médico durante um grande período, desde o dia 20 de junho, ela vem realizando a campanha para arrecadar fundos, que visava garantir as cirurgias.

O primeiro passo na batalha da jovem Estephanny já foi dado recentemente. Com a ajuda de uma mulher que se sensibilizou com a história, a primeira cirurgia foi feita em um hospital da capital paulista, na semana passada, para reduzir a pressão intraocular, que estava muito alta. Após esse passo, a garota será submetida a uma série de exames, antes da operação no olho esquerdo, que é azul e tem um ponto branco no meio. “A médica me deixou claro que, por ela não enxergar nada no olho esquerdo, vai ser mais complicado. 

Isto porque, se houver algum problema com a cirurgia do olho direito, que é castanho, não funcionar, a médica irá ver se vale a pena realizamos um transplante nesse olho que não tem visão. Vamos ver quais foram os resultados desta primeira intervenção”, diz Caroline.

Porém, a segunda cirurgia deverá R$ 15 mil - o valor final ainda é incerto. Por isso, a campanha continua para que os valores sejam alcançados o mais rápido possível. Na corrida contra o tempo, Caroline torce para que a solidariedade das pessoas leve sua filha a conseguir o dinheiro suficiente para a segunda e decisiva cirurgia. “Gostaria de pedir a ajuda de todos. Para realizarmos o sonho da minha filha, que é enxergar nitidamente com os dois olhos. Por isso, ela precisa fazer essa cirurgia urgentemente e começar, o quanto antes, esse acompanhamento com um especialista. Só Deus sabe o quanto estou sendo forte por ela. Vou tentar, quantas vezes for possível, salvar a visão dela. Estamos sendo fortes por ela. Não posso desistir e nem desanimar. Suplico para todos que nos ajudem. É a única chance dela”, afirma.


Entenda a doença
O glaucoma congênito é o aumento da pressão intraocular em crianças que possuem má formação dos olhos e, caso não haja um diagnóstico precoce, a doença pode levar até mesmo a cegueira irreversível. 

Ouvido pelo G1, o oftalmologista Rodrigo Padeiro, especialista em glaucoma, explica a doença. “Durante o desenvolvimento da criança, na vida uterina, ocorre uma falha do processo de formação do olho. Com isso, existe uma membrana que obstrui a saída de um líquido que é produzido no globo ocular. Isso faz com que a pressão no olho fique alta. Como consequência, esse problema pode levar a cegueira. Por isso, o tratamento basicamente consiste na retirada dessa membrana. É uma doença rara, que aparece em menos de 1% das crianças nascidas, mas que precisa ser tratada o quanto antes”, pondera.

Fonte: G1 Santos

DUÍNO, NOSSO ETERNO SECRETÁRIO DE OBRAS TRAPALHÃO.


DUÍNO, NOSSO ETERNO SECRETÁRIO DE OBRAS TRAPALHÃO.
por Manoel Inconfidente Vergara

Algumas semanas atrás um amigo, me ligou rindo. Comentava comigo que o nosso vice-prefeito, ainda, porque vice-prefeito não pode ser demitido, estava descendo o cacete na Artesp, num dos programas chapa branca, das emissoras chapa branca em Guarujá, patrocinados provavelmente por alguma empresa "parça" ou pelo próprio Duíno.

O assunto era a alça de acesso da nova pista que provavelmente infernizará os moradores da região  da Conceiçãozinha. Comentava com meu amigo que tinha angu debaixo desse caroço. Sempre fui contrário ao modo que está obra está sendo gerida. Tenho conhecimento que a obra é com dinheiro da iniciativa privada, em área cedida pela iniciativa privada, mas a gestão, ahhh, a gestão é muito complicada, principalmente pelas velhas figurinhas carimbadas do Clube do Bolinha que estão gerindo o projeto. Bem, isso fica para os financiadores privados, espero que não apareça dinheiro público nesta obra, caso contrário, nosso Dr. Paulo "Tinhoso" Clemente, irá novamente fazer o Ministério Público e a Justiça trabalhar.

Mas voltando a alça de acesso, nosso vice-secretário-engenheiro das obras paradas, colocava a culpa na Artesp, por ter "inventado" aos 45 minutos do segundo tempo, uma pista de extensão, com finalidade de proporcionar segurança aos ciclistas e pedestres. Comentários, cacete na agência reguladora, pau no Dersa, mas a verdade sempre aparece, para a infelicidade da dupla.

Bem, não deu outra. O Secretário de Obras Duino Verri Fernandes foi pego em mais uma trapalhada e o jornalista e o programa ficaram de calças curtas, mas não se preocupem, ninguém anda assistindo, e a emissora pouco chega aos bairros de Guarujá. No editorial do Jornal A Tribuna, a Artesp acabou se manifestando e, o projeto apresentado no dia 07 de março, condicionava a construção da pista redutória de velocidade, mostrando que o ice-secretário das obras paradas, sabia da exigência da Agência Reguladora, no caso a Artesp .

Pois é, mais uma vez a casa caiu, vai cair muito, principalmente se os documentos, planilhas, contratos de obras e serviços da Prefeitura de Guarujá dos últimos anos, não queimarem em algum incêndio ao final desta gestão. São dezenas de irregularidades, incompetência, má gestão, malversação de dinheiro público e corrupção. Querem exemplos, vejam:

- Píer do Perequê: Obras inacabadas e na justiça.
- Escolas da Construtora Matisse: Obras inacabadas e na justiça.
- Teatro Municipal: Obras inacabadas
- Estádio Municipal: Obras inacabadas
- Túnel da Vila Zilda: Obras inacabadas, Vazando, sem a moderna iluminação prometida.
- Av. Oswaldo Cruz: Obras inacabadas, estreitamento da via pública.
- Av. Thiago Ferreira: Onde estão as obras da placa?
- Ciclovia Av. Adhemar de Barros: Estreitamento da via pública e enchentes constantes.
- Ciclovia da Av. Santos Dumont: Intransitável
- Antiga Delegacia da Mulher: Demolida e obras prometidas não começaram.
- Centro de Convenções: Nem saiu do papel.

Bem, não vou me alongar muito por aqui, mas declarar a imprensa que foi, é, o maior realizador de obras da Baixada Santista, está muito longe disso Duino. Vou utilizar uma frase dos americanos, relativa a questão de confiança nos políticos, convertida para a realidade do Guarujá: - Você compraria um imóvel construído pelo Engº Duíno Verri Fernandes?

PROFESSORES REJEITAM DIZEM NÃO AO MÍSERO ABONO!

"SER CONTRA A GREVE, É O MESMO QUE ACEITAR SER EDUCADO PELOS NOSSOS POLÍTICOS E NÃO PELOS VERDADEIROS BONS EDUCADORES."
SEM ACORDO, PROFESSORES DA REDE PÚBLICA DE GUARUJÁ SEGUEM EM GREVE.


Os docentes da rede pública de Guarujá rejeitaram a proposta da Prefeitura, que mantinha o reajuste e previa um abono salarial de R$ 200,00, na folha de julho, extensivo até junho de 2015. A decisão ocorreu em assembleia da categoria realizada nesta segunda-feira.

De acordo com Joanice Gonçalves, presidente do  Sindicato dos Professores de Escolas Públicas Municipais de Guarujá (Siproem), até o momento não existe nenhum acordo previsto para ser realizado com a Prefeitura. Diante disso, a categoria segue em greve.

Os professores reivindicam 8% de reajuste salarial, sendo 6% de reposição da inflação – baseada no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) – e 2% de ganho real.


Votação na Câmara

De acordo com a Câmara Municipal de Guarujá, nesta terça e quarta-feira, haverá a votação das propostas de correção das tabelas salariais dos servidores do Município e de reajuste anual da categoria.

As sessões serão realizadas às 10 horas, em ambos os dias. O edital de convocação foi assinado nesta segunda-feira, pelo presidente do Legislativo, Marcelo Squassoni (PRB), e será publicado no Diário Oficial desta terça-feira. No caso da tabela salarial dos servidores, a matéria terá que ser analisada em dois turnos, pelo fato de interferir no Estatuto do Servidor. Já o reajuste anual depende apenas de uma única votação para ser promulgado. 

Ainda de acordo com informações da Câmara, quanto ao abono linear, de R$ 200,00, oferecido pelo Executivo na semana passada, este não será apreciado, em razão da rejeição da proposta por parte dos servidores, em assembleia realizada na última sexta-feira.

Outros projetos, como os apresentados pela KPMG e pelo consórcio Renova (formado por seis empresas), também preveem a oferta de serviços como recarga de veículos elétricos, monitoramento de tráfego e Wi-Fi grátis em locais públicos por meio dos postes.

A Secretaria de Serviços encerrou a análise das 11 propostas na semana passada e encaminhou a cinco secretários municipais. Após o parecer deles, a Prefeitura vai lançar o edital para a licitação. Aí a disputa pelo contrato começará de fato.


Fonte: A Tribuna On-line

QUEM O GOVERNO DA ANTONIETA PENSA QUE ENGANA?

QUEM O GOVERNO PENSA QUE ENGANA?
A INCOMPETÊNCIA PERMANENTE DO GOVERNO MARIA DE BRITO DO PMDB, PODERIA NOS ÚLTIMOS CINCO ANOS TER REALIZADO MANUTENÇÕES PERIÓDICAS E PEQUENAS REFORMAS NO ESTÁDIO MUNICIPAL. GASTOU MILHÕES NUM FRACASSADO PROJETO DA COPA DO MUNDO E AS PROMESSAS DA REFORMA DO ESTÁDIO AINDA NÃO ESTÃO PRONTOS. QUEM VOCÊS PENSAM QUE ENGANAM?


SERÁ QUE ELES PERMITEM UMAS FOTOS COM OS LAUDOS DA FALCÃO BAUER NO NOVO ESTÁDIO MUNICIPAL, DUÍNO?

A ILUMINAÇÃO PÚBLICA E A RAPOSA TOMANDO CONTA DE UM GALINHEIRO CHAMADO GUARUJÁ!

—"AEEE CABRAL, CADE VOCÊ?" NÓS CONTINUAMOS TOMANDO CONTA DE VOCÊ!
NOSSO CORINGA, MULTI-SECRETÁRIO, O HOMEM DA CONTRAPARTIDA SOCIAL (DOS 30 MIL CONTOS DA ARENA SKOL, NÉ?). AGORA ESTÁ ENVOLVIDO NO NEGÓCIO DAS ARÁBIAS, NUMA VERDADEIRA PPP. UM NEGÓCIO QUE ELE ENTENDE TUDO, ILUMINAÇÃO PÚBLICA! AHHHH, E NÃO ESQUEÇAM O HOMEM DO AEROPORTO, AQUELE REFUGIADO POLÍTICO DA DITADURA QUE "PROVAVELMENTE" PODE RECEBER UMA MESADINHA DO GOVERNO FEDERAL E MAIS ALGUNS CARAMINGAUS MENSAIS DA PREFEITURA DE GUARUJÁ!


EMPRESAS DISPUTAM OS BILHÕES DA ILUMINAÇÃO PÚBLICA NO PAÍS.

Fabricantes de lâmpadas, distribuidoras de energia, investidores da área de infraestrutura e diversas outras empresas estão se preparando para entrar em um negócio novo para muitos deles: a gestão de iluminação pública. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) determinou que as prefeituras assumam a gestão desses ativos até 31 de dezembro e muitas devem fazer parcerias com a iniciativa privada - negociação que já está em curso.

As empresas querem aproveitar a mudança de gestão para vender projetos de eficiência energética, focados na adoção de tecnologia LED. O potencial de negócios com a troca da lâmpada para o LED nos cerca de 20 milhões de postes do País é estimado em R$ 40 bilhões, cifra que pode se tornar maior com a oferta de novos serviços "agregados" aos postes. 

A primeira disputa por esses negócios já começou. A Prefeitura de São Paulo abriu consulta pública para receber propostas para modernizar sua rede de iluminação, de 561 mil postes, e recebeu 11 projetos. A Prefeitura quer que o sistema seja automatizado, capaz de identificar sozinho quando uma lâmpada não funciona e de alterar a intensidade de luz caso necessário.

Os estudos de viabilidade econômica são diferentes, mas apontam para investimentos de até R$ 5,5 bilhões e receitas que podem chegar a R$ 23,7 bilhões em 30 anos, segundo as maiores estimativas apresentadas.

Entre as empresas que fizeram propostas estão as fabricantes de lâmpadas General Electric (GE), Philips e Unicoba, a consultoria KPMG, as concessionárias de energia CPFL e AES Eletropaulo, a JF Infraestrutura (do mesmo grupo do frigorífico JBS) e diversas empresas que prestam serviço de instalação, manutenção e consultoria para o setor elétrico.

O processo está em fase de consulta pública, mas algumas já fecharam parcerias e apresentaram projeções financeiras. A Philips e a AES Eletropaulo, por exemplo, querem entrar juntas no negócio e calculam receita potencial de R$ 8,13 bilhões em 30 anos. A projeção das empresas é investir R$ 2,7 bilhões no período, sendo R$ 1,2 bilhão em troca de lâmpadas.

A maioria das propostas segue um modelo parecido com outras concessões de infraestrutura, como rodovias ou aeroportos - não há referência no Brasil para PPPs de iluminação pública desse porte. Os concessionários investem nos primeiros anos e recuperam esses valores no longo prazo. No estudo do consórcio de GE, Citéluz e Engeform, por exemplo, o investimento se paga em 13 anos. 

Além de participar da PPP de São Paulo, a GE criou uma divisão para captar projetos de iluminação em várias prefeituras. "Hoje só 2% dos postes têm iluminação LED. Vamos oferecer a solução no País inteiro", disse o presidente da GE Lighting para a América Latina, Rodrigo Martins. Segundo ele, a empresa tem "estudos avançados" para construir uma fábrica de LED no Brasil, que só depende do fechamento de contratos.

A Philips afirma que vai ampliar sua fábrica, em Varginha (MG), se fechar negócios. O argumento das fabricantes de lâmpada é que o LED trará economias de energia de cerca de 50%. Só em São Paulo, a troca gera uma economia de energia capaz de abastecer uma cidade como Florianópolis.

Apesar de apostar na tecnologia, a CFPL Energia ainda vê com ceticismo a transição. "Nem todas as prefeituras terão condições de migrar para o LED neste momento. Cada lâmpada custa cerca de oito vezes o valor da luminária de sódio", disse o diretor de engenharia da CPFL, Paulo Bombassaro. A empresa hoje faz a gestão da rede pública de 500 municípios da área de concessão, serviço que voltará às prefeituras em 2015. "O diferencial desse negócio é o serviço, e não a lâmpada. Vamos disputar todos os contratos de prefeituras que nos convidarem." 

Serviços adicionais. A mudança no sistema de iluminação da capital paulista abre oportunidades de oferta de outros serviços. O consórcio formado por JF Infraestrutura, Alusa e FM Rodrigues propõe, por exemplo, construir uma rede de fibra óptica para conectar o sistema de iluminação, que pode gerar receitas adicionais de R$ 7,4 bilhões em 30 anos. A proposta também prevê oferta de banda larga e até venda de crédito de carbono.

Fonte: Jornal O Estado de São Paulo